Páginas

Seja um seguidor e receba nosso axé

Pesquisar assuntos deste blog

Leia também neste site

terça-feira, 20 de outubro de 2009

CÂNCER: signo cardeal passivo do elemento água, regido pela Lua.



Câncer

CÂNCER: signo cardeal passivo do elemento água, regido pela Lua.

Anatomia: estômago, pâncreas, seios, baço, aparelho digestivo, axilas, útero.

Para Câncer, signo emocional e sensível, Deus fala em diversas vozes, dependendo da necessidade do momento. Por isso, não é de estranhar que cancerianos "ouçam" coisas, que tenham as suas visões. É assim mesmo, não há nada de errado nisto; a menos que ele seja dominado por medos irracionais vindos de alguma emoção mal transada.

Como o caranguejo, Câncer prefere agir rodeando as situações ou em movimento regressivo, porque sabe que é frágil, duro por fora e mole por dentro, embora persistente na sua reserva e no seu silêncio. Protege a si mesmo e aos outros, pois tem receio do que pode acontecer se mudar alguma coisa ou se perder a segurança do seu abrigo, de sua "casca". Apega-se às coisas como o caranguejo o faz com suas garras.

A ligação com o lar ou a família é muito grande. O sentimento está acima de tudo e a memória é longa. Não esquece nada, embora seja capaz de perdoar. Dez anos atrás é como se fosse hoje; e porque o passado se torna o presente, Câncer pode se esquecer do seu presente.

Tem uma vida emocional dupla: a profundidade e a reserva interior - que lhe torna capaz de ouvir todos os segredos dos outros, mas não contar os seus; e o envolvimento com o exterior - que o empolga e atrai pois quer sair por aí e ir longe e também quer ser popular porque precisa de atenção.

Câncer cresce a cada experiência interior e expressa melhor seus sentimentos através da arte, se tiver talento. É um ativo interno e um passivo externo. Tem capacidade para captar as pessoas e as situações, assimila todas as impressões, e por isso deve tomar cuidado com o que se envolve. Imaginativo e mórbido, triste e tagarela, um comediante cheio de temores, magoa-se com extrema facilidade, mas é uma força atrás dos panos.

Tem medo do ridículo, mas pode fazer cenas patéticas. Precisa ter raízes senão torna-se um "abatido", um perpétuo vagabundo ou aquele que foge de um passado que tenta não lembrar. Precisa dos seus laços e de suas uniões; é carente e observante, instável porque inseguro. Às vezes, apega-se à comida ou ao dinheiro porque tem medo de perder suas coisas e precisa se precaver porque pode acontecer alguma coisa: e se o banco falir? e se o óleo faltar? e se você for embora? e se eu for despedido?... Câncer é o signo dos "ses". Mas é também afetuoso, gentil, diplomata, tem senso de publicidade porque quer ser notado e é um ator nato para se proteger.

Tem gosto musical e parece haver profunda empatia (ou telepatia) com a mãe. Diz-se, inclusive, que canceriano com mãe "mala" é prato cheio para analista. Sem as virtudes cancerianas de proteção, nutrição, ajuda aos inseguros (ele mesmo um inseguro), o mundo se tornaria frio, racional e morto.

É patriótico, extremamente maternal, imaginativo, tranqüilo, consciencioso, receptivo e se preocupa profundamente com o que os outros pensam a seu respeito. Precisa se sentir necessário e, através do autêntico interesse pela humanidade, pode vencer a sua timidez natural. Normalmente gosta de cozinhar, receber amigos em casa e é um colecionador voraz.

Quando necessário, pode se tornar manipulativo para conseguir seu objetivo, que é a segurança emocional (ex.: conta uma história triste a seu respeito para que todos sintam pena dele). Precisa ter um refúgio tranqüilo pois suas respostas às influências do meio são muito intensas. Com a melhor memória do zodíaco, às vezes liga-se à História, Arqueologia, museus, coisas antigas. Muitos cancerianos são sensíveis às mudanças de clima, de estações e de fases da Lua.

Sua palavra-chave é devoção. Sua frase-chave é eu sinto.

A energia canceriana aparece na necessidade de sermos protegidos e amados, de estar numa atmosfera familiar que nos abriga daquilo que pode estar acontecendo lá fora. A mãe, parte do mito de Câncer, não é somente aquela que gerou, nutriu, acarinhou e educou. Mãe é um símbolo de uma experiência comum a todos nós, podendo significar coisas diferentes para pessoas diferentes. Pode ser prazer, segurança, ternura, ou pode ser possessiva, sufocante, ameaçadora, fria. Por isso, Câncer nunca escapa totalmente da sua mãe, essa figura poderosa, esse sentimento do passado e da infância, essa segurança ardentemente desejada.

Características positivas: tenaz, maternal, intuitivo, doméstico, sensível, retentivo, ajuda os outros, simpático, emocional, patriótico, excelente memória, tradicional.

Características negativas: melindroso, magoa-se com facilidade, negativo, manipulativo, cauteloso demais, preguiçoso, egoísta, tem pena de si mesmo, apega-se ao passado.

Axé a todos
Emidio de Ogum
htp://espadadeogum.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não somos donos da verdade, mas sim contribuintes a boa divulgação dos ensinamentos da Umbanda, caso tenha algo para acrescentar ou corrigir envie para nós.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Leia o Blog e Ouça este lindo Hino dos Orixás

Histórias dos Mestres

Aqui nosso E Mail mande sugestôes - espadadeogum@gmail.com

Pai Oxalá

Jesus

Conselheiros dos Guerreiros do Axé

Conselheiros dos Guerreiros do Axé
Pai Leonardo e Pai Emidio de Ogum

Rubens Saraceni e Leo das Pedreiras

Rubens Saraceni e Leo das Pedreiras
Pai Leo das Pedreiras

Eterno Mestre

Eterno Mestre
Este senhor ensinou a humildade e nunca usar um dom para ganhar algo em troca.

Mais de 10 milhões de Visitantes - Que nosso Pai Ogum ilumine seus caminhos

Pomba Gira

Oração de São Francisco por Maria Bethania

São Francisco

Oração a São Francisco