Páginas

Seja um seguidor e receba nosso axé

Pesquisar assuntos deste blog

Leia também neste site

domingo, 18 de abril de 2010

Orações Ciganas




ORAÇÕES CIGANAS
            
     Apesar de toda a peregrinação que os ciganos fizeram pela Terra, desde sua saída da Índia até o presente, conhecendo todas as religiões do Oriente e a de todos os povos da Europa, tinham de optar por uma crença comum.
     A crença final num Deus único acabou se firmando entre os ciganos, que acreditam em Jesus Cristo como o enviado de Deus para nos redimir dos pecados.
     Acreditam também nas palavras santas da Bíblia e nos seus ensinamentos, muitos dos quais são passados de geração a geração como orações.
     Nesse aspecto, os ciganos oram como qualquer povo e buscaram, quando necessário, na Bíblia, o conforto para enfrentar as situações de tormento por que passaram nesses séculos de peregrinações, espalhando-se por todo o mundo.
     Assim como nas outras culturas, essas orações revelam a religiosidade cigana, bem como a confiança no poder divino e na sua proteção para superar as dificuldades.
     Tiradas literalmente das páginas do Livro Santo, as orações ciganas podem facilmente ser confundidas com as orações de qualquer povo que enfrenta dificuldades e busca força num Ente Superior para superá-las.
     PARA ENFRENTAR PERSEGUIÇÕES
     O conceito de perseguições é muito bem conhecido pelos ciganos que, ao longo de todos esses séculos, enfrentaram situações de intolerância por todo o mundo.
     Algumas mais violentas, outras mais veladas, mas todas terrivelmente angustiantes e marcantes para esse povo. Além da persistência quase teimosa e da perseverança, o contato com a fé cristã deu-lhes os argumentos para superar essa situação e uma oração muito conhecida para esses momentos é a seguinte, tirada de Mt 10, 17-23:
     "Acautelai-vos dos homens, porque vos entregarão aos tribunais e vos açoitarão nas suas prisões. Sereis levados à presença de governadores e de reis, para serdes interrogados. E quando vos interrogarem, não cuideis em como ou o que haveis de falar. Deixai por conta de Deus, que Ele falará por vós. Um irmão entregará à morte outro irmão e o pai ao filho; filhos haverá que se levantarão contra seus pais e lhes decretarão a morte. Sereis odiados por causa de vossa raça, mas aquele que perseverar até o fim, será salvo. Quando, porém, vos perseguirem numa cidade, fugi para outra. Porque em verdade vos digo que não ireis sozinhos: o Filho do Pai estará convosco."

     Observação: Esta oração era proferida pelo mais velho ancião da caravana, quando esta se dispunha a partir para uma nova viagem.
     PARA CULTIVAR O SENTIMENTO DE HONRA
     A honra para um cigano é algo acima de qualquer discussão. Em seu rígido código, mesmo um roubo justificado encontra respaldo no sentimento de honra. Sua habilidade em negociar usa todos os argumentos contra a das outras pessoas, mas enganar não é uma arte cigana, mas uma conseqüência disso.
     O que o cigano abomina é a maldade gratuita, o logro contra o inocente, a injúria e a difamação. Por isso, entre as lições que são transmitidas aos seus filhos, desde a mais tenra idade, encontra-se a oração diária tirada do Salmo 15, como se segue:
     "Quem habitará teu templo, meu Deus? Quem há de viver contigo no Céu? O íntegro de coração, o que pratica a justiça e fala a verdade com o próprio coração? Que não difama nem faz mal ao próximo? O que não lança injúria contra o seu irmão e que despreza o herege, louvando os que temem a ti? O que jura com sinceridade, não pratica a usura e não aceita suborno contra o inocente? Quem assim procede, habitará contigo, segundo os teus desígnios."

     PARA AGRADECER UMA VIAGEM
     Tão logo a caravana cigana chegava ao seu destino, os ciganos se reuniam para agradecer a viagem e o fato de terem chegado ao seu destino sem maiores percalços.
     A oração de agradecimento era pronunciada antes de mais nada. Baseia-se em Dt 8, 6-10 e todo cigano sabe essa oração de cor:
     "Guardemos os mandamentos do Senhor nosso Deus, para andarmos nos seus caminhos e não os temermos, porque o Senhor nosso Deus os fez entrar numa boa terra, terra de rios, de água, de fontes e mananciais profundos que brotam nos vales e montanhas; terra de trigo e cevada, de videiras, figueiras, romeiras, oliveiras, azeite e mel; terra onde comeremos o pão sem escassez e nada nos faltará. Comeremos, pois, e nos fartaremos para louvar o Senhor nosso Deus pelas terras que nos deu."

     PARA AFASTAR TENTAÇÕES
     Como qualquer mortal, os ciganos estão também sujeitos às tentações do demônio e de todos os seus enviados, diligenciando no sentido de manter essas entidades afastadas.
     Para isso, valem-se de uma oração que se encontra copiada num pedaço branco de papel, levado em suas carteiras ou bolsas. Alguns até mandam plastificar para melhor conservação. É um trecho da Epístola de Tiago às Doze Tribos, capitulo 1, versículos de 12 a 15:
     "Bem-aventurado o homem que suporta com perseverança a provação, porque depois de ter sido aprovado, receberá a coroa da vida, que o Senhor prometeu a todos os que o amam. Ninguém, ao ser tentado, diga: sou tentado por Deus, porque Deus não pode ser tentado pelo mal e ele mesmo a ninguém tenta. Pelo contrário, cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando é atraído e seduzido por ela. Então a cobiça, após conceber, gera o pecado e o pecado, uma vez consumado, gera a morte."
     Observação: Esta mesma oração, curiosamente, os ciganos recomendam que aqueles que fizeram negócios com eles leiam, quando se sentirem enganados.
     PARA DEMONSTRAR ARREPENDIMENTO
     A alma cigana, que para muitos pode parecer insensível em função de seus hábitos e de sua cultura, na verdade em nada difere da alma de todos os demais povos.
     Como eles, os ciganos também se arrependem e não se envergonham de confessar isso a Deus, orando na forma de um trecho de Jó 42, 1-6:

     "Bem sei que tudo podes, meu Deus, e nenhum de teus planos pode ser frustrado. Quem seria tolo de ignorar tal conselho? Na verdade, falei do que não entendia e pequei contra coisas maravilhosas demais para mim, que nada entendia .Escuta-me, pois! Eu te perguntarei e tu me ensinarás. Eu te conhecia só de ouvir, mas meus olhos queriam duvidar, porque não sabiam das coisas maravilhosas que não viam. Por isso me abomino, meu Deus, e me arrependo no pó e na cinza."
     PARA ESCOLHER UM CAMINHO NA VIAGEM
     Embora se diga que em seus momentos de hesitação os ciganos sempre tomavam o caminho da direita, na realidade eles o faziam após uma consulta a Deus e nem sempre tomavam o caminho da direita.
     Diante de qualquer dilema, fosse a escolha do melhor caminho numa viagem ou a respeito da melhor decisão a ser tomada num assunto familiar, os ciganos costumavam buscar essa resposta acendendo uma fogueira no centro de um círculo de pedras e orando conforme Sl 25, 4-5:

     "Faze-me, Senhor, conhecer os teus caminhos! Ensina-me as tuas veredas! Guia-me na tua verdade e ensina-me, pois tu és o Deus da minha salvação a quem eu espero todos os dias das minha vida."
     PARA SUPERAR UMA INJUSTIÇA
     Os ciganos foram injustiçados de muitas formas em sua história, desde as ofensas e expulsões, até a condenação a formas humilhantes de morte.
     Diante delas, jamais se abateram, pois tinham sua fé para defendê-los. Uma fé na justiça divina que encontrava eco nas palavras de Isaías, no capítulo 33, 1-2:
     "Ai de ti, destruidor, que não foste destruído, que procedes perfidamente e não foste tratado com perfídia! Acabando tu de destruir, serás destruído; acabando tu de tratar perfidamente, serás tratado com perfídia. Senhor, tem misericórdia de nós! Em ti temos confiado. Sê nosso braço manhã após manhã, a nossa salvação no tempo da angústia e a nossa justiça, no tempo da iniqüidade."

PARA RECUPERAR AS FORÇAS E A FÉ
     Nós ciganos achamos maravilhoso ler a Bíblia e sentir que aquelas palavras parecem ter sido escritas para nós, aplicadas a cada momento de nossa vida atribulada, ao longo dos séculos e das mais diversas terras.
     São nesses momentos de reflexões que nos vêm à mente as palavras do Apóstolo Mateus, em 11, 28-30:
     "Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração. Em mim achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve."



Sarava a todos Irmãos
Emidio de Ogum
http://espadadeogum.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não somos donos da verdade, mas sim contribuintes a boa divulgação dos ensinamentos da Umbanda, caso tenha algo para acrescentar ou corrigir envie para nós.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Leia o Blog e Ouça este lindo Hino dos Orixás

Histórias dos Mestres

Aqui nosso E Mail mande sugestôes - espadadeogum@gmail.com

Pai Oxalá

Jesus

Conselheiros dos Guerreiros do Axé

Conselheiros dos Guerreiros do Axé
Pai Leonardo e Pai Emidio de Ogum

Rubens Saraceni e Leo das Pedreiras

Rubens Saraceni e Leo das Pedreiras
Pai Leo das Pedreiras

Eterno Mestre

Eterno Mestre
Este senhor ensinou a humildade e nunca usar um dom para ganhar algo em troca.

Mais de 10 milhões de Visitantes - Que nosso Pai Ogum ilumine seus caminhos

Pomba Gira

Oração de São Francisco por Maria Bethania

São Francisco

Oração a São Francisco