Páginas

Seja um seguidor e receba nosso axé

Pesquisar assuntos deste blog

Leia também neste site

sábado, 29 de maio de 2010

AS ENCARNAÇÕES DE EMMANUEL


emmanuel1

AS ENCARNAÇÕES DE EMMANUEL

Há 2000 anos atrás, Emanuel foi Públio Lentulos, um orgulhoso senador romano, patrício de alma indiferente e ingrata que vivera tão somente para César e para as falsas glórias do mundo. Viera a compreender emoeda-lentulus aceitar o Evangelho de Jesus nos derradeiros tempos de sua romagem terrestre. Após anos de cegueira, Públio Lentulos desencarna na pavorosa erupção do Vesúvio, em agosto do ano 79, entre géiseres de pedra e chuvas de cinza, explosões ensurdecedoras, relâmpagos, ondas de lama, num espetáculo de horror.
Vamos encontrá-lo, cinquenta anos depois nas ruínas de Pompéia, sob vestes humildes dos escravos, que a seu orgulhoso coração havia espezinhado outrora. Como Nestório, escravo judeu de Éfeso, o judeu grego da Ásia Menor, estava o Senador de volta para o resgate de suas faltas e em busca da evolução. Transformou-se no cristão humilde das catacumbas de Roma, época em que Emanuel iniciou sua tarefa de Obreiro do Evangelho. Morreu na arena entre milhares de cristãos: crianças, jovens, mulheres e velhos, servido de espetáculo para a platéia.
Vários séculos se passaram, antes de Emmanuel reencarnar na vila portuguesa de Sanfins, entre Douro e Minho a 18 de outubro de 1517. Aquele que iria se chamar Padre Manuel da Nóbrega, visitou em espírito o Brasil recém descoberto; contemplou as florestas, apiedou-se dos indígenas e amou a Terra de Santa Cruz. Prepara-se para a grande missão que Deus lhe reservava. Em 1549, reencarnado, vem com Tomé de Souza para o Brasil onde viveu durante 21 anos de dedicação silenciosas e enormes sacrifícios.Padre Manoel da Nóbrega colaborou na fundação de Salvador e do Rio de Janeiro; fundou São Paulo em 1554; pe-manuel-nobregafoi conselheiro dos governantes e protetor dos humildes, pai carinhoso dos curumins e enfermeiro dos abandonados, além de professor, pregador, médico, mentor esclarecido, político honesto, servidor de todos. “Manuel da Nóbrega o Primeiro Apóstolo do Brasil”.
Em homenagem ao convertido de Damasco, Paulo de Tarso, Manoel da Nóbrega chega a adiar a inauguração do Colégio de Piratininga, a que dá o nome de São Paulo, para o dia da conversão do apóstolo, que a igreja comemora a 25 de Janeiro, devido as fortes ligações entre eles.
Ao completar 53 anos, no dia 18 de outubro de 1570, após vários anos colocando sangue pela boca, desencarna Manuel da Nóbrega no Colégio do Rio de Janeiro, no antigo Morro do Castelo.
Cinqüenta anos depois renasce em terra espanhola onde prossegue sua missão. É o Padre Damiano, sacerdote esclarecido e dedicado, vigário da Igreja de São Vicente, em Ávila, a gloriosa cidade de Santa Teresa de Jesus. Damiano luta, dentro de seu invariável padrão de nobreza e equilíbrio, contra os cruéis mercadores de escravos, com a mesma coragem com que na personalidade de Nóbrega, no Brasil, defendia os direitos e a liberdade dos indígenas. Sempre com a mesma dedicação ao próximo, sereno, mas enérgico, destemido e corajoso. Contraindo implacável moléstia nos pulmões, o velho sacerdote veio a desencarnar em Paris, na França. A nobreza de caráter de Públio Lentulos, embora com seus defeitos humanos, continua em Nestório, mas já iluminada e aperfeiçoada pela experiência da fé cristã acentua-se, permeando séculos e reencarnações, na alma abnegada de Nóbrega, o benemérito missionário. Acrisola-se, nessa continuidade psicológica, espiritual, na vida humilde de Padre Damiano, tanto quanto resplende hoje, no Espírito de Emmanuel, como testemunham, com realizações de amor em prol dos que sofrem. Através de Francisco Cândido Xavier, seus livros mediúnicos são verdadeiros monumentos de sabedoria e espiritualidade, com seu pensamento lúcido e sincero a tudo esclarece.
Assim se pronunciou Emanuel através de Chico Xavier:
Mensagem recebida em 29/07/1976
”Grupo Espírita da Prece – Uberaba MG”
Psicografada por Francisco Cândido Xavier
“SAUDADE
ANTE OS MORTOS QUERIDOS, FAZE SILENCIO E ORA.
NINGUEM PODE APAGAR A CHAMA DA SAUDADE.
ENTRETANTO SE CHORAS, CHORA FAZENDO O BEM.
A MORTE PARA A VIDA É APENAS MUDANÇA.
A SEMENTE NO SOLO MOSTRA A RESSURREIÇAO .
TODOS ESTAMOS VIVOS. NA PRESENÇA DE DEUS!”
Emmanuel


Paz Amor e Harmonia
Emidio de Ogum
http://espadadeogum.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não somos donos da verdade, mas sim contribuintes a boa divulgação dos ensinamentos da Umbanda, caso tenha algo para acrescentar ou corrigir envie para nós.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Leia o Blog e Ouça este lindo Hino dos Orixás

Histórias dos Mestres

Aqui nosso E Mail mande sugestôes - espadadeogum@gmail.com

Pai Oxalá

Jesus

Conselheiros dos Guerreiros do Axé

Conselheiros dos Guerreiros do Axé
Pai Leonardo e Pai Emidio de Ogum

Rubens Saraceni e Leo das Pedreiras

Rubens Saraceni e Leo das Pedreiras
Pai Leo das Pedreiras

Eterno Mestre

Eterno Mestre
Este senhor ensinou a humildade e nunca usar um dom para ganhar algo em troca.

Mais de 10 milhões de Visitantes - Que nosso Pai Ogum ilumine seus caminhos

Pomba Gira

Oração de São Francisco por Maria Bethania

São Francisco

Oração a São Francisco