Páginas

Seja um seguidor e receba nosso axé

Pesquisar assuntos deste blog

Leia também neste site

sábado, 1 de maio de 2010

"Cantar é rezar duas vezes"


Para nos Umbandistas t"Cantar é rezar duas vezes" ja dizia Santo Agostinho. Ele, um pregador por excelência, reconhecia no canto, uma ajuda suplementar para a oração…

 "não há nada que conduza mais à comunicação com Zambi, do que o canto que e uma oração comunitária meditativa. 



O canto prolonga-se e permanece no silêncio do coração, mesmo quando ficamos sós”.

Logo, cantar aproxima-nos mais de Deus, ajuda á intimidade com Ele.

Na Umbanda cantamos em louvor a nossos Orixas e Entidades, o canto assume este papel fundamental. 


A tônica é a alegria, a simplicidade, mas também a intimidade e espiritualidade, levando a essa aproximação maior ao sagrado. Porque são simples nossos cantos, de linha melódica fácil, muitos dos cânticos da Umbanda já têm sido chamados de cânticos do amor


Esta qualidade estimula uma relação filial com Zambi e o sagrado, de humildade, admiração e obediência.

A espontaneidade é outra característica do cântico Umbandista. Qualquer irmão pode, trocar a oração, por um cântico, tornando assim cantada a sua oração verbal. 



Quando inicia um Ponto, a partir dai é habitual outros irmãos começam a cantar junto, e o momento do aumento vibratorio maior, forma se uma corrente de amor,  servindo-se da letra ou da música para continuarem em oração. 


O canto torna-se assim um elemento que, não só descontrai a oração, mas ajuda à interiorização, ao louvor, à abertura ao Espírito Interior da passividade. 


Transforma-se num elemento agregante, envolvente, que ajuda a consolidar a oração verbal, e que pode tocar profundamente, sobretudo quando bem cantado, no momento adequado.

O canto adapta-se ao decorrer de um encontro da sintonia do Espirito e Materia. Pode equilibrá-lo, dando-lhe alegria quando está triste, ou serenidade quando está agitado. Louvor em um Ponto, evocação do Espírito Santo, adoração, dar graças, agradecimento, intercessão, oração de cura, enfim, para todos os momentos de uma oração, existem cânticos específicos, descritos em secções de por vaias entidades.

Em geral existem alguns Medium com maiores responsabilidades nos cantos são os atabaqueiros e corimbas que, em sintonia com o Pai da Casa o Ponto e abrindo-se ao Espírito, pedem nos Pontos autorizações, seguranças, firmamentos, agradecimentos e outros que se fizerem necessarios, O Pai da Casa introduz de um modo inspirado os cânticos adequados, conforme os trabalhos a serem efetuados ou direções a serem seguidas. 

Por detrás desta presença atuante na oração, está todo um trabalho de preparação técnica, pesquisa, estudo e ensaios dos Mediuns forma se um grupo musical, de modo a que o canto não se torne uma agressão auditiva e um elemento de dispersão, mas cumpra as funções acima descritas.

O canto tem duas características peculiares. A primeira é a linguagem gestual, em que os cantores se entregam, não só em voz, ou em espírito, mas também em corpo, manifestando, com expressões várias, gestos, palmas, etc, os seus sentimentos. O outro é o canto em suplicas um momento muito bonito.

Tudo começa na união da oração com a musica, ou talvez mais, na unção do canto e da vibração do estado espiritual. Pela unção os cantores muitas vezes transmitem aos restantes irmãos a paz procurada, a cura espiritual que precisa, o encontro com o amor e a felicidade, o que provavelmente conseguem com mais facilidade, que é deixar entrar em seus corações a imantação da oração cantada



 Mas o Espírito não canta elaboradamente, precisa da materia estar presente e acender a chama da união, sinta se seguro que mesmo não cantando em voz alta e sim mentalmente o louvor que vai chegar a Zambi, assim, reduz ao modo mais simples a nossa linguagem espiritual, transformando-a em gemidos inefáveis, e ensinando-nos a dizer "Obrigado senhor por estar aqui cantando em seu nome, pois nada acontece sem sua permissão. 


Paz Amor e Harmonia
Emidio de Ogum
http://espadadeogum.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não somos donos da verdade, mas sim contribuintes a boa divulgação dos ensinamentos da Umbanda, caso tenha algo para acrescentar ou corrigir envie para nós.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Leia o Blog e Ouça este lindo Hino dos Orixás

Histórias dos Mestres

Aqui nosso E Mail mande sugestôes - espadadeogum@gmail.com

Pai Oxalá

Jesus

Conselheiros dos Guerreiros do Axé

Conselheiros dos Guerreiros do Axé
Pai Leonardo e Pai Emidio de Ogum

Rubens Saraceni e Leo das Pedreiras

Rubens Saraceni e Leo das Pedreiras
Pai Leo das Pedreiras

Eterno Mestre

Eterno Mestre
Este senhor ensinou a humildade e nunca usar um dom para ganhar algo em troca.

Mais de 10 milhões de Visitantes - Que nosso Pai Ogum ilumine seus caminhos

Pomba Gira

Oração de São Francisco por Maria Bethania

São Francisco

Oração a São Francisco