Páginas

Seja um seguidor e receba nosso axé

Pesquisar assuntos deste blog

Leia também neste site

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Nação Ketu ou Yorubá



NAÇÃO KETU

O culto dos orixás remonta de muitos séculos, talvez sendo um dos mais antigos cultos religiosos de toda história da humanidade.
O objetivo principal deste culto é o equilíbrio entre o ser humano e a divindade aí chamada de orixá.
A religião de orixá tem por base ensinamentos que são passados de geração a geração de forma oral.
Basicamente este culto está assim organizado:



Leia mais em Mais Informações



Olorun - Senhor Supremo ou Deus Todo Poderoso.
Olodumare – Senhor do Destino .
Orunmilá – Divindade da Sabedoria (Senhor do Oráculo de Ifá)
Orixá – Divindade de Comunicação entre Olodumare e os homens, também chamado de elegun, onde a palavra elegun quer dizer
"aquele que pode ser possuído pelo Orixá".
Egungun – Espíritos dos Ancestrais

Os mitos são muito importantes no culto dos orixás, pois é através deles que encontramos explicações plausíveis para determinados ritos.
O MITO DA CRIAÇÃO Yorubá: Olodumaré enviou Oxalá para que criasse o mundo. A ele foi confiado um saco de areia, uma galinha com 5 (cinco) dedos e um camaleão.
A areia deveria ser jogada no oceano e a galinha posta em cima para que ciscasse e fizesse aparecer a terra. Por último, colocaria o camaleão para saber se a terra estava firme.

Oxalá foi avisado para fazer uma oferenda à Exu antes de sair para cumprir sua missão. Por ser um orixá funfun, Oxalá se achava acima de todos e, sendo assim, negligenciou a oferenda à Exu. Descontente, Exu resolveu vingar-se de Oxalá, fazendo-o sentir muita sede. Não tendo outra alternativa, Oxalá furou com seu opasoro o tronco de uma palmeira. Dela escorreu um líquido refrescante que era o vinho de Palma. Com o vinho, ele saciou sua sede, embriagou-se e acabou dormindo.

Olodumaré, vendo que Oxalá não havia cumprido a sua tarefa, enviou Oduduwa para verificar o ocorrido. Ao retornar e avisar que Oxalá estava embriagado, Oduduwa cumpriu sua tarefa e os outros orixás vieram se reunir a ele, descendo dos céus, graças a uma corrente que ainda se podia ver no Bosque de Olose.

Apesar do erro cometido, uma nova chance foi dada à Oxalá: a honra de criar os homens. Entretanto, incorrigível, embriagou-se novamente e começou a fabricar anões, corcundas, albinos e toda espécie de monstros.Oduduwa interveio novamente. Acabou com os monstros gerados por Oxalá e criou homens sadios e vigorosos, que foram insuflados com a vida por Olodumaré.

Esta situação provocou uma guerra entre Oduduwa e Oxalá. O último, Oxalá, foi então derrotado e Oduduwa tornou-se o primeiro Oba Oni Ifé ou "O primeiro Rei de Ifé".
Cargos (postos) ocupados em um Ilê Axé
Olóyès , Ogãns  e   Àjòiès
Iyalorixá/Babalorixá:
Mãe ou Pai de Santo, é o posto mais elevado do ILê; tem a função de iniciar e completar o ato de iniciação dos olorixás. 
Iyaegbé/Babaegbé:
É a segunda pessoa do axé. Conselheira, responsável pela manutenção da Ordem, Tradição e Hierarquia. Posto paralelo ao da Iyalorixá ou Babalorixá.
Iyalaxé:
Mãe do axé, a que distribui o axé. É quem escolhe os Oloyes de acordo com as determinações superiores.
Iyakekere:
Mãe pequena do axé ou da comunidade. Sempre pronta a ajudar e ensinar a todos no Ilê.
Ojubonã:
É a mãe criadeira.
Iyamoro: 
Responsável pelo Ipadê de Exú. Junto com a Agimuda, Agba e Igèna.
Iyaefun/Babaefun:
Responsável pela pintura dos Iyawos.
Iyadagan:
Auxilia a Iyamoro e vice-versa. Também possui sub-postos Otun-Dagan  e Osi-dagan.
Iyabassé:
Responsável no preparo dos alimentos sagrados. Todos Olorixás podem auxilia-la, sendo ela a única responsável por qualquer falha eventual.
Iyarubá:
Carrega a esteira para o iniciando. E usa toalha de Orixá no ombro.
Aiyaba Ewe:
Responsável em determinados atos em obrigações de "cantar folhas". Geralmente filhas de Oxun.
Aiybá:
Bate o ejé em grandes obrigações. Tem sub-posto Otun e Osi.
Ològun:
Cargo masculino, despacha aos Ebós das grandes obrigações, a preferência é para os filhos de Ogun, depois Odé e Oluwaiyê.
Oloya:
Cargo feminino, despacha os Ebós das grandes obrigações, na falta de Ològun. São filhas de Oya.
Mayê:Mexe com as coisas mais secretas do Axé, ligadas a iniciação do Adoxú.
Agbeni Oyê:Posto paralelo a Mayê, divide a mesma causa.
Oyê:Se relaciona com a Yaefun/Babaefun; ou seja, coisas de AWO para iniciação.
Olopondá:Grande responsabilidade na inicição, no âmbito altamente secreto.
Iyalabaké:Responsável pela alimentação do iniciado, enquanto o mesmo se encontrar de obrigação.
Kólàbá:Responsável pelo Làbá, simbolo de Xângo.
Agimuda:Relação com o Ipadê de Exú. Aquela que carrega a espada. Titulo feminino usado no culto de Oya e Geledé.
Iyatojuomó:Responsável pelas crianças do Axé.
IyasíhàAiyabá é quem segura o estandarte de Oxalá.
Omolàra:Posto de confiança.
Sarapegbé:Mensageiro de coisas civis e de awo.
Akòwé Ilê Xangô: É a Secretária da casa de Xângo. Zelo, Orô e compras.
Babalossayn:Responsável pela colheita das folhas. Cargo de extrema importância.

Outros Vocabulários da Língua Yorubá
- A -
  • Adó  =  comida feita com pipocas em grão e epô.
  • Abá  =  pessoa idosa, velho.
  • Abadá  =  blusão usado pelos homens africanos.
  • Abadó  =  milho de galinha.
  • Abará  =  nome de uma comida de origem africana.
  • Abébé   =  leque.
  • Abiodum  =  um dos Obá da direita de Xangô.
  • Adê  =  coroa.
  • Adetá  =  Oriki, nome sacerdotal.
  • Adun  =  comida de Oxun, milho pilado, azeite dendê e mel.
  • Afonjá  =  uma qualidade de Xangô.
  • Agboulá  =  nome de um Egun.
  • Agôgô  =  instrumento musical feito de ferro.
  • Ayabá  =  orixá feminino, senhora idosa.
  • Aiê  =  o mundo terrestre.
  • Airá  =  uma qualidade de Xangô.
  • Ajá  =  campainha, sino.
  • Ajimudá  =  título sacerdotal.
  • Akôrô  =  uma das invocações e dos nomes de Ogun.
  • Aku  =  obrigação funerária.
  • akukó  =  galo.
  • Alá  =  espécie de pano branco.
  • Alabá  =  nome de um sacerdote do culto aos ancestrais.
  • Alabê  =  tocadores de atabaque.
  • Alafiá  =  felicidade; tudo de bom.
  • Alafin  =  invocação de Xangô: nome do rei de Oió - Nigéria.
  • Alapini = nome sacerdotal do culto aos ancestrais.
  • Alasê  =  cozinheira.
  • Alé  =  noite.
  • Apaoká  =  uma jaqueira que tem esse nome no Axé Opô Afonjá.
  • Aramefá  =  conselho de Oxossi, composto de seis pessoas.
  • Aré  =  nome do primeiro Obá de Xangô.
  • Ararekolê  =  como vai?
  • Aressá  =  um dos Obá da esquerda de Xangô.
  • Ariaxé = banho na fonte no início das obrigações.
  • Arô  =  nome que se dá ao par de chifres de boi usado p/ chamar Oxossi.
  • Arôlu  =  nome de um dos Obá da direita de Xangô.
  • Assobá  =  sumo sacerdote do culto de Obaluaiyê.
  • Ati  =  e  (conjunção).
  • Atori  =  vara pequena usada no culto de Oxalá.
  • Auá  =  nós.
  • Anon  =  eles.
  • Axedá =  oriki, nome sacerdotal.
  • Axo  =  roupa.
  • Axogun  =  o encarregado dos sacrifícios.
  • A-ian-madê  =  como vão os meninos?
  • Adupé-lewô-olorun = graças a Deus por ter conservado minha vida e a minha saúde até hoje.
  • Alabaxé  =  o  que põe e dispões de tudo.
  • Alayê  =  possuidor da vida.
  • Axé = força espiritual e também a palavra amém.
  • Ayê  = céu.
  • Agô  =  licença.
  • Am-nó  =  o misericordioso.
  • Aba-laxé-di = cerimônia da feitura do santo.
  • Axexê  =  cerimônia fúnebre do sétimo dia.
  • Amadossi d'Orixá = cerimônia do dia do santo dar o nome.
  • Amacy no ori = cerimônia de lavar a cabeça com ervas sagradas.
  • Aiê  = terra, festa do ano novo.
  • Ataré = pimenta da costa.
  • Amalá = comida feita de quiabo com ebá - angú de farinha. 
  • Abará =  bolo feito com feijão e frito no epô.
  • Akará  = bolo feito com feijão fradinho, pimenta, camarão seco e frito no epô.
  • Akarajé =  o mesmo que o Akará.
  • Afurá = bolo feito com arroz.
  • Ambrozó = feito de farinha de milho.
  • Abân  =  coco.
  • Ajé  =  sangue.
  • Ajeun  =  comida.
  • Aguxó  =  espécie de legumes.
- B -
  • Babá  =  pai.
  • Babalaô  =  sacerdote, pai do ministério, aquele que faz consultas através do jogo.
  • Badá  =  título sacerdotal.
  • Baiani  =  orixá considerada mãe de Xangô.
  • Balé  =  chefe de comunidade.
  • Balué  =  Banheiro.
  • Bamboxê  =  sacerdote do culto de  Xangô.
  • Bé   =   pular, pedir.
  • Beji   =  orixá dos gêmeos.
  • Bi   =   nascer, perguntar.
  • Bibá  =  está aceito.
  • Bibé  =  está seco.
  • Biuá  =  nasceu para nós.
  • Biyi  =  nasceu aqui, agora.
  • Bó  =  adorar
  • Bô  =  cobrir.
  • Bobô  =  todos.
  • Bodê  =  estar fora.
  • Bóri  =  oferenda a cabeça.
  • Borogun  =  Oriki, aquele que adora Ogun, saudação da família.
- D -
  • Dagan  =  titulo sacerdotal.
  • Dagô  =  dê licença.
  • Dê   =   chegar.
  • Deiyi  =  chegou agora.
  • Dodô  =  banana da terra frita.
  • Durô  =  esperar.
- E -
  • Ebá  =  pirão de farinha de mandioca ou inhame.
  • Ebé  =  sociedade.
  • Ebô  =  comida feita de milho
    branco, especial para Oxalá.
  • Ebo  =  sacrifício ou oferenda.
  • Edun  =  nome próprio.
  • Egun  =  espírito ancestral.
  • Eie  =  pombo.
  • Ejé  =  sangue.
  • Ejilaeborá  =  nome que se dá às doze qualidades de Xangô.
  • Ejionilé  =  nome de um Odu, jogo do orixá ifá.
  • Ekó  =  comida feita com milho branco ou de galinha; acaça.
  • Eku  =  preá.
  • Elebó  =  aquele que faz o sacrifício.
  • Eledá  =  orixá, guia, criador da pessoa.
  • Elemaxó  =  título de um sacerdote no culto de Oxalá.
  • Elerin  =  um dos Obá da esquerda de Xangô.
  • Elessé  =  que está aos pés, seguidor.
  • Êpa  =  amendoim.
  • Éran  =  carne.
  • Êrê  =  as esculturas do orixá beji (dos gêmeos).
  • Eru  =  carrego.
  • Erúkéré  =  emblema feito com cabelo de animais, usado por Oxossi, Oyá, Egun e pessoas importantes do culto.
  • Etu  =  conquém.
  • Euá  =  nome de um orixá.
  • Exu  =  nome de um importante orixá erradamente associado ao diabo católico.
- F -
  • Fatumbi  =  título de um sacerdote de ifá.
  • Filá  = gorro.
  • Fun  =  dar.
  • Funké  =  nome sarcedotal.
- G -
  • Gan  =  outro nome do agogô.
- I -
  • Iangui  =  nome do rei dos Exu.
  • Ianlé  =  as partes da comida que são oferecidas ao orixá.
  • Iansan  =  orixá patrono dos ventos, do rio Niger e dos relâmpagos.
  • Ibá  =  cuia.
  • Ibi  =  aqui.
  • ibiri  = objeto de mão, usado pela orixá Nanã, feito em palha, couro e contas.
  • Ibó  =  lugar de adoração.
  • Ibô  =  mato.
  • Iemanjá  =  orixá patrono das águas correntes.
  • Ijexá  =  nome de uma região da Nigéria e de um toque para orixá Oxum, Oxála e Ogun.
  • Iká  =  modo de deitar-se das pessoas de orixá feminino, para saudação.
  • Iku  =  morte.
  • Ilê  =  casa.
  • Ilé  =  terra.
  • Inã  =  fogo.
  • Ipeté  =  inhame cozido, pisado, temperado com camarão seco, sal, azeite de dendê e cebola.
  • Irê  =  bondade.
  • Iuindejà  =  título sacerdotal.
  • Iuintonã  =  título sacerdotal.
  • Ixu  =  inhame.
  • Iyá  =  mãe.
  • Iyabasé  =  cozinheira.
  • Iyalaxé  = mãe do axé do terreiro.
  • Iyalodé  = um alto título, líder entre as mulheres.
  • Iyalorixá =  Zeladora do culto, mãe do orixá.
  • Iyamasê  =  orixá da casa de Xangô.
  • Iyamorô  =  título de uma sacerdotisa do templo de  Obaluaiyê.
  • Iyaô  =  nome  dos iniciados antes de sete anos de iniciação.


Que a Divina Luz esteja entre nós
Emidio de Ogum
http://espadadeogum.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não somos donos da verdade, mas sim contribuintes a boa divulgação dos ensinamentos da Umbanda, caso tenha algo para acrescentar ou corrigir envie para nós.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Leia o Blog e Ouça este lindo Hino dos Orixás

Histórias dos Mestres

Aqui nosso E Mail mande sugestôes - espadadeogum@gmail.com

Pai Oxalá

Jesus

Conselheiros dos Guerreiros do Axé

Conselheiros dos Guerreiros do Axé
Pai Leonardo e Pai Emidio de Ogum

Rubens Saraceni e Leo das Pedreiras

Rubens Saraceni e Leo das Pedreiras
Pai Leo das Pedreiras

Eterno Mestre

Eterno Mestre
Este senhor ensinou a humildade e nunca usar um dom para ganhar algo em troca.

Mais de 10 milhões de Visitantes - Que nosso Pai Ogum ilumine seus caminhos

Pomba Gira

Oração de São Francisco por Maria Bethania

São Francisco

Oração a São Francisco