Páginas

Seja um seguidor e receba nosso axé

Pesquisar assuntos deste blog

Leia também neste site

sábado, 19 de março de 2011

Como entender a morte?


As vezes ficamos pensando, nossa mente é uma coisa diferente
Mas qual diferença ela produz quando falamos em nosso mundo e como são as pessoas.

A mente é uma viagem, um livro que ainda não lemos
Viajar em nosso interior é muito bom, principalmente recordar e pensar nos amigos
Ver na páginas da nossa vida o quanto importante foi te-los ao nosso lado

Amigos que se foram, mas ainda não saíram de nossas vidas
Vida as vezes amarga, pois que bom seria te-los de volta?
Como poderia uma pessoa estar feliz sem ter amigos
Felicidade são momentos e estes momentos são eternos

Muitas vezes guardados em fotografias, e tristes quando
deixamos de falar algo naquele momento, mas o que fazer?
Agora veja de novo aquelas fotos, olhe os sorrisos

É... esta escrito ali o que você não disse naquele momento
Amigos se vão e sobram os momentos, momentos estes que
nunca se apagaram, pois um dia amigo vamos nos encontrar

Ser Umbandista é assim, explicar o que não tem explicação
ter uma palavra amiga até na hora da despedida, explicar para
onde foi aquela criatura que nos fez feliz, tentar consolar o que
não tem consolo, rezar entre lágrimas da perda inseparável

Tem que ser mais forte que a morte, tem que no dia seguinte
aceitar a vontade de Deus, e rezar novamente, tem que na fumaça
de incenso apontar uma luz, quem que ser mais forte que a força
da natureza, não para virar uma montanha mas para acreditar que podemos
conviver sem aquele amigo, tem que ser simples como as cantigas de criança

Na separação somos procurados Umbandistas e Espíritas, as vezes por pessoas
que nunca acreditaram em nossa religião, mas procuram respostas
Nesta hora somo um pouco entendidos na nossa devoção
Nossas palavras são as únicas que consolam a perda, que para nós não são perdas
mas somente houve a separação, pois ainda estamos ligados a aqueles que se foram.

Somente abaixar a cabeça para o Santo, e de novo acreditar no amor
Fazer de novo novas fotografias e coloca-las de novo no porta retrato
Aceitar novos amigos, não julgar as diferenças, e sentir de novo o vento tocar
que talvez este vento tenha um pouco da sua história e um dia ainda vão falar de você

Querido Amigo!


Existe um ponto de Umbanda muito bonito quando se fala de separação, pois não acreditamos na morte, e sim na saída do espírito para o conforto do Pai eterno.

Deste mundo para o outro temos a separação
Deste mundo para o outro temos a separação
Quem parte deixa saudades a todos os seus irmãos
Quem parte deixa saudades a todos os seus irmãos
Disse o mestre Messias que quem separou não morreu
Disse o mestre Messias que quem separou não morreu
Deste mundo para o outro temos a separação
Deste mundo para o outro temos a separação
La na vida do espaço vai buscar a tua luz
La na vida do espaço vai buscar a tua luz
Deste mundo para o outro para temos a separação
Deste mundo para o outro para temos a separação


Que a Divina Luz esteja entre nós
Emidio de Ogum
http://espadadeogum.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não somos donos da verdade, mas sim contribuintes a boa divulgação dos ensinamentos da Umbanda, caso tenha algo para acrescentar ou corrigir envie para nós.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Leia o Blog e Ouça este lindo Hino dos Orixás

Histórias dos Mestres

Aqui nosso E Mail mande sugestôes - espadadeogum@gmail.com

Pai Oxalá

Jesus

Conselheiros dos Guerreiros do Axé

Conselheiros dos Guerreiros do Axé
Pai Leonardo e Pai Emidio de Ogum

Rubens Saraceni e Leo das Pedreiras

Rubens Saraceni e Leo das Pedreiras
Pai Leo das Pedreiras

Eterno Mestre

Eterno Mestre
Este senhor ensinou a humildade e nunca usar um dom para ganhar algo em troca.

Mais de 10 milhões de Visitantes - Que nosso Pai Ogum ilumine seus caminhos

Pomba Gira

Oração de São Francisco por Maria Bethania

São Francisco

Oração a São Francisco