Páginas

Seja um seguidor e receba nosso axé

Pesquisar assuntos deste blog

Leia também neste site

sábado, 3 de abril de 2010

SABADO DE ALELUIA


SABADO DE ALELUIA


Olá irmãos


Que a paz de Oxalá esteja com todos


Bem irmãos vamos falar sobre sábado de aleluia, e neste dia é marcada pela malhação de Judas, para quem não sabe judas Iscaritotes foi quem traiu Cristo, mas poucos sabem de sua vida. No sábado Judas se enforcou, pois na verdade ele não acreditava que Jesus desfaleceria, muitos pensam que judas odiava Jesus mas não é verdade, Judas queria que Jesus comandasse uma rebelião contra os romanos, povo que Judas odiava, assim quando Judas percebeu que isto não aconteceu, ele se enforcou. Bem abaixo estará detalhada a vida deste Apóstolo.

Judas Iscariotes (em hebraico יהודה איש־קריות, Yehudhah ish Qeryoth; em grego bíblico Iouda Iskariôth - Mc 3, 19; 14, 10; Lc 6; 16 - ou Iouda Iskariotes - Mt 10, 4; Lc 22, 3; Jo 12, 4) foi um dos 12 apóstolos de Jesus Cristo, que, de acordo com os Evangelhos, veio a ser o traidor que entregou Jesus Cristo aos seus capturadores por 30 moedas de prata. Era filho de Simão de Queriote (Jo 6, 71; 13, 26). Judas, em grego Ioudas, é uma helenização do nome hebraico Judá (יהודה, Yehûdâh, palavra que significa "abençoado" ou "louvado"), sendo, por sinal, o nome de apóstolo que mais vezes aparece nos Evangelhos (vinte vezes) depois do de Simão Pedro

Judas Iscariotes foi escolhido como um dos 12 apóstolos de Jesus Cristo, sendo apresentado, na listagem dos seus nomes, sempre em último lugar
Mais tarde, ele tornou-se infiel e iníquo, conforme apresentado no Novo Testamento. Era o encarregado da bolsa do dinheiro dos apóstolos
eria demonstrado exteriormente a sua fraqueza na cena da unção com óleo perfumado em Betânia, onde testemunhou que estava mais apegado ao dinheiro do que propriamente aos gestos concretos com que Jesus demonstrava a sua missão.
Judas teria entregue Jesus por 30 moedas de prata que provavelmente seriam siclos e não denários como frequentemente se julga e afirma. Esse era o preço de um escravo.
Assim, no caso do Mateus 27:5 se relata que Judas Iscariotes ao sentir remorsos decide suicidar-se por enforcamento: «E Judas, atirando para o templo as moedas de prata, retirou-se e foi-se enforcar», e no livro dos Atos 1:18, o seu autor conta que caiu de cabeça para baixo, rebentando ruidosamente nos rochedos pelo meio: «Adquiriu um campo com o salário de seu crime. Depois tombando para frente arrebentou ao meio e todas as vísceras se derramaram». Procurando-se harmonizar e combinar os dois relatos da sua morte pode-se dizer que Judas se terá enforcado, mas que a corda - ou o ramo da árvore onde esta estava atada - se terá quebrado. A vaga por ele deixada - segundo Atos 1:26 - foi preenchida por Matias
Existe uma lenda de que Judas (segundo outros autores, seria Simão de Cirene) teria sido crucificado no lugar de Jesus Cristo. A "teoria da substituição" aparentemente se fundamentaria no Alcorão.
De acordo com alguns estudiosos, Judas de Iscariotes teria sido membro da seita dos zelotes. No quadro de um Messianismo Político do 1.º Século, estaria convencido de que ele, com todo o seu poder, concretizaria a chegada do Reino tão desejado por Israel. Mas, com o tempo, terá começado a sentir-se desiludido, porque Jesus não terá correspondido aos seus ideais e expectativas. Desencantado com Jesus, o terá entregue ao Sinédrio, para assim unir o povo judeu numa revolta contra Roma e desencadear o estabelecimento imediato do Reino de Deus.
Recentemente foram encontrados pergaminhos do denominado "Evangelho de Judas", que apresenta Judas Iscariotes como "fiel discípulo" de Cristo, e que traindo-o – segundo o livro, a pedido do próprio Cristo – estaria fazendo cumprir a profecia da morte de Cristo.
O Evangelho de Judas contradiz a versão universalmente aceita de que Judas seria um traidor. Aponta Judas como o discípulo mais amado de Jesus e o único que teria sido capaz de compreender a verdadeira missão do Messias. A suposta traição seria em verdade uma vontade de Jesus, que teria pedido a Judas que o entregasse aos romanos.
Este Evangelho termina com o beijo de Judas, não apresentando qualquer informação referente à crucificação de Jesus, ou ao suicídio do próprio Judas.
Não sendo reconhecido como canônico pela Igreja, que o considera apócrifo, ou seja, sem autoridade espiritual para ser seguido como regra de fé e prática, tem no entanto imenso valor histórico, como registro de um ponto de vista da época.
Alguns estudiosos entendem que o nome Judas foi diabolizado no Novo Testamento, com a intenção de agredir o povo judeu, como sendo responsáveis morais pela morte de Cristo. Judas, em gregoIoudas, é uma transliteração do nome hebraico Judá. Durante muito tempo, a Igreja Católica associou a figura de Judas Iscariotes ao povo judeu pelo facto de não terem aceitado Jesus de Nazaré como o prometido Messias (ou Cristo). Esta convicção uniu-se a outros factores anti-semitas, servindo de justificação para a perseguição religiosa movida contra o povo judeu.

Texto de Leo Del Pezzo

Axé a todos Irmãos de Fé
Emidio de Ogum
http://espadadeogum.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não somos donos da verdade, mas sim contribuintes a boa divulgação dos ensinamentos da Umbanda, caso tenha algo para acrescentar ou corrigir envie para nós.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Leia o Blog e Ouça este lindo Hino dos Orixás

Histórias dos Mestres

Aqui nosso E Mail mande sugestôes - espadadeogum@gmail.com

Pai Oxalá

Jesus

Conselheiros dos Guerreiros do Axé

Conselheiros dos Guerreiros do Axé
Pai Leonardo e Pai Emidio de Ogum

Rubens Saraceni e Leo das Pedreiras

Rubens Saraceni e Leo das Pedreiras
Pai Leo das Pedreiras

Eterno Mestre

Eterno Mestre
Este senhor ensinou a humildade e nunca usar um dom para ganhar algo em troca.

Mais de 10 milhões de Visitantes - Que nosso Pai Ogum ilumine seus caminhos

Pomba Gira

Oração de São Francisco por Maria Bethania

São Francisco

Oração a São Francisco