Páginas

Seja um seguidor e receba nosso axé

Pesquisar assuntos deste blog

Leia também neste site

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Poema à Xangô


Nas pedras da montanha, ele fez sua morada
O não sobe lá sem saber o que quer na sua vida
Seu trono foi feito de pedra grande e cortada
O não senta lá pois Xangô é Rei e sua pena é pesada

Seu Machado tem dois cortes profundos
Não toque nele pois não sabe como será
Xangô manda na justiça da terra
Não peça algo que não tenha direito de cobrar

Xangô é rei, é forte e tem pressa na matriz
Não peça nada que maltrate alguém inocente
Sua capa tem dois lados e são iguais
Não vista ela pois você não é Juiz

Xangô é rei das pedras puras é valente
Não corre ronda mas tem súditos a sua frente
No tribunal Xangô é majestade
Não existe perdão pra Xangô nem crueldade.

Autor deste poema Emidio de Ogum

Que a Divina Luz esteja entre nós
Emidio de Ogum
http://espadadeogum.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não somos donos da verdade, mas sim contribuintes a boa divulgação dos ensinamentos da Umbanda, caso tenha algo para acrescentar ou corrigir envie para nós.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Leia o Blog e Ouça este lindo Hino dos Orixás

Histórias dos Mestres

Aqui nosso E Mail mande sugestôes - espadadeogum@gmail.com

Pai Oxalá

Jesus

Conselheiros dos Guerreiros do Axé

Conselheiros dos Guerreiros do Axé
Pai Leonardo e Pai Emidio de Ogum

Rubens Saraceni e Leo das Pedreiras

Rubens Saraceni e Leo das Pedreiras
Pai Leo das Pedreiras

Eterno Mestre

Eterno Mestre
Este senhor ensinou a humildade e nunca usar um dom para ganhar algo em troca.

Mais de 10 milhões de Visitantes - Que nosso Pai Ogum ilumine seus caminhos

Pomba Gira

Oração de São Francisco por Maria Bethania

São Francisco

Oração a São Francisco