Páginas

Seja um seguidor e receba nosso axé

Pesquisar assuntos deste blog

Leia também neste site

domingo, 16 de setembro de 2012

Pontos de Iemanjá





O nome Iemanjá significa a mãe dos filhos-peixe. Filha de Olokum, Iemanjá foi casada com Oduduá, com quem teve dez filhos orixás. Por amamentá-los, seus seios ficaram enormes. Infeliz com o casamento e cansada de morar na cidade de Ifé, um dia ela saiu em rumo ao oeste e conheceu o rei Okerê, por quem se apaixonou. Envergonhada de seus seios, Iemanjá pediu ao novo esposo que nunca a ridicularizasse por isso. Ele concordou. Porém, um dia, embriagou-se e começou a ofender a esposa. Entristecida, Iemanjá fugiu.

Desde menina, ela carregava um pote com uma poção que o pai lhe dera para casos de perigo. Durante a fuga, Iemanjá caiu quebrando o pote e a poção a transformou num rio cujo leito seguia em direção ao mar. Okerê, que não queria perder a esposa, transformou-se numa montanha para barrar o curso das águas. Iemanjá pediu ajuda ao filho Xangô e este, com um raio, partiu a montanha no meio. O rio seguiu para o oceano e, dessa forma, a orixá tornou-se a rainha do mar.


Yemanjá,
Ó Mãe Yemanjá,
Ó Yemanjá, vamos saravá,
Em alto mar,
Quem passa de canoa,
Passarinho voa,
A Rainha lá no mar,
É Yemanjá.
Quem manda lá do mar,
É Yemanjá.
A Sereia lá no mar,
É Yemanjá,
Eu vou levar flores no mar,
P’ra Yemanjá.
Oi rema, rema, remador,
P’ra Yemanjá. (bis)
MÃE D’ÁGUA
Mãe d’Água,
Rainha das Ondas,
Sereia do Mar,…
Mãe d’Água,
Teu canto é bonito,
Quando faz luar,…
Auê, auê, Yemanjá !…
Auê, auê, Yemanjá !…
Rainha das Ondas,
Sereia do Mar. (bis)
Como é lindo o canto de Yemanjá,
Faz até o pescador chorar,
Quem escuta, a Mãe d’Água, cantar…
Vai com Ela p’ro fundo do mar.
Rainha das Ondas,
Sereia do Mar. (bis)
BRILHAM AS ESTRÊLAS
Hoje é dia de Nossa Senhora,
Hoje é dia de Mãe Yemanjá,
Calunga ê, ê, ê, ê, ê, ê,
Calunga a, a, a, a, a, a,
Bis
Brilham as estrela no céu,
Nadam os peixinhos no mar,
Calunga ê, ê, ê, ê, ê, ê,
Calunga a, a, a, a, a, a, (bis)
O VELEIRO DO SENHOR
Vem sobre as ondas do mar,
O veleiro do senhor,
Estava na beira da praia,
Quando o veleiro atracou,
Ela é a Rainha do Mar,
É Yemanjá quem chegou,
Ela vem brincar na areia,
Vem do mar essa linda sereia.
LÁ NO MEIO DO MAR
É zum, zum, zum,
Lá no meio do mar,
É zum, zum, zum,
Lá no meio do mar,
O canto da Sereia,
Faz a gente adormecer,
Parece que ela advinha,
O que vai acontecer.
SEREIA DO MAR LEVOU
Pescador pegou o veleiro e foi,
Pescar no Reino de Yemanjá,
Barquinho voltou sozinho…
Sereia do mar levou,
Pescador pro fundo do mar…
Yemanjá, Rainha das Ondas…
Yemanjá, Sereia do Mar…
Yemanjá, teu canto é bonito,
Quando a noite tem luar…
Ôôôôôô…Yemanjá!… (bis)
JANAÍNA
Eu fui lá na beira da praia,
Para ver o balanço do mar,
Eu vi um retrato na areia,
Me lembrei da Sereia,
Comecei a chamar,…
O Janaína, vem, vem,
O Janaína, vem cá,
Receber estas flores,
Que eu venho te ofertar. (bis)
MAMÃE DANDALUNDA
Rê, rê, rê, rê, rê, rê,…
Rê, rê, rê, rê, rê, ra,…
É Mamãe Yemanjá, rê, rê,…
A Rainha do Mar. (bis)
Quem é dona das águas,
Rainha das Ondas, Sereia do Mar…
Quem governa os tesouros,
E protege os que vivem a custa do mar,
Lhe chamam Dandalunda,
Mamãe Janaina, de Dona Guiomar,
Lhe oferecem vaidades,
Flores dão a beça, nas praias do mar…
Rê, rê, rê, rê, rê, rê,…
Rê, rê, rê, rê, rê, ra,…
É Mamãe Yemanjá, rê, rê,…
A Rainha do Mar. (bis)
Quando chega o Ano Novo,
Pedimos ajuda pro Povo do Mar,
De coração aberto, damos oferendas,
Nas ondas do mar,…
É a Doce Yaba, Mamãe tão querida,
Mamãe Yaçobá,…
Não existe mais linda,
E sua guarida é no fundo do mar.
Rê, rê, rê, rê, rê, rê,…
Rê, rê, rê, rê, rê, ra,…
É Mamãe Yemanjá, rê, rê,…
A Rainha do Mar. (bis)
MÃE INDAIÁ
Indaiá, Talismáris e Naná,
Oxum e Maria Madalena,
Jandira, Bartira, Jupira,
Iara a Sereia do Mar. (bis)
Faço as minhas preces, ó rica Mãe,
Estas rosas, eu venho lhe ofertar,
Os meus pedidos, eu faço cantando,
Estou rezando, p’ra Mãe Yemanjá. (bis)
INDAIÁ
Indaiá, Indaiá, ó Indaiá!…
Vem lá de longe, pra seus filhos ajudar,
Vem lá de longe, pra seus filhos abençoar.
Indaiá, Indaiá, ó Indaiá!…
Vem navegando, deslizando sobre o mar,
Vem lá do frio, vem da geada, vem de lá.
Indaiá, Indaiá, ó Indaiá!…
Vem lá de longe pra seus filhos ajudar,
Vem lá de longe,pra seus filhos abençoar.
ATRACA, ATRACA
Atraca, atraca, quem vem na onda é Nanã,
Atraca, atraca, quem vem na onda é Nanã,
É Naná é Oxum é Sereia do Mar, eia,..
É Nanã é Oxum é Mamãe Yemanjá, eia…
É Naná é Oxum é Sereia do Mar, eia,
É Nanã é Oxum é Mamãe Yemanjá, eia…
É Naruê, é Naruê… (bis)
CANTO A INAÊ
Inaê é Princesa de Aioca,
É Sereia, é Mãe d’Água,
É Dona do Mar. (bis)
Inaê, ama canto de negro,
Domina canoeiro, adora o luar,
Lá na praia, Preto Velho contente
Vai levar seu presente,
Salve a Dona do Mar.
Inaê é Princesa de Aioca,
É Sereia, é Mãe d’água,
É Dona do Mar. (bis)
Preto Velho, vai fazer seu pedido,
Para ser atendido,
Vai na praia cantar.
Inaê, a Rainha Sagrada,
É homenageada,
Salve a Dona do Mar.
Inaê é Princesa de Aioca,
É Sereia, é Mãe d’Água,
É Dona do Mar. (bis)
É ÁGUA NO MAR
(Clara Nunes)
É água no mar é maré cheia, oi…
Na areia, oi… na areia.
É água no mar!
É água no mar é maré cheia, oi…
Na areia, oi… na areia.
Contam que toda tristeza que tem na Bahia,
Nasceu de uns olhos morenos molhados de mar.
Não sei se é conto de areia ou se é fantasia,
Que a luz da candeia alumia p’ra gente contar.
Um dia morena enfeitada de rosas e rendas,
Abriu seu sorriso de moça e pediu p’ra dançar.
A noite emprestou as estrelas bordadas de prata,
E as águas de Amaralina eram gotas de luar.
Era um peito só,
Cheio de promessa era só.
Era um peito só,
Cheio de promessa era só.
Era um peito só,
Cheio de promessa era só.
Era um peito só,
Cheio de promessa era só.
Quem foi que mandou o seu amor se fazer de canoeiro.
O vento que rola nas palmas arrasta o veleiro,
E leva p’ro meio das águas de Yemanjá,
E o mestre valente vagueia,
Olhando p’ra areia sem poder chegar.
Adeus amor!
Adeus meu amor não me espera
Porque eu já vou me embora,
P’ro reino que esconde os tesouros de minha Senhora,
Desfia colares e conchas p’ra vida passar,
E deixa de olhar p’ros veleiros,
Adeus meu amor eu não vou mais voltar!
Foi Beira Mar!
Foi Beira Mar quem chamou,
Foi Beira Mar, ê…
Foi Beira Mar. (bis)
É água no mar!
É água no mar é maré cheia, oi…
Na areia, oi… na areia. (bis)
A MOÇA DO MAR
I olha quem chegou!
É a Moça do Mar…
Olha quem chegou!
É a Moça do Mar…
I olha quem chegou!
É a Moça do Mar…
Olha quem chegou…ou…ou…
É a Moça do Mar.
Mas quem vem lá caminhando lento!
É a Moça do Mar… (bis)
E no horizonte, a lua se deita, p’ra espreguiçar,
Diz que é tempo de festa e o vento assobia p’ra enfeitiçar…
É a noite envolvida com a magia do cantar,
Emprestando ao povo o sorriso aberto da Moça do Mar…
Mas quem vem lá, caminhando lento!
É a Moça do Mar… (bis)
No silêncio da noite, um pedaço de lua, a noite até clareou…
Quando ouviu os passos da Deusa Bonita que agora chegou.
É a reza do povo, o Terreiro em festa, e a multidão a louvar…
E no peito a mensagem, o feitiço da gira da Moça do Mar.
I olha quem chegou!
É a Moça do Mar…
Olha quem chegou!
É a Moça do Mar…
I olha quem chegou!
É a Moça do Mar…
Olha quem chegou…ou…ou…
É a Moça do Mar.
VENTOS DE ALÉM MAR
Êh! Ventos de além mar, marola..
Êh! Quero velejar, marola…
Êh! Ventos de além mar, marola..
Êh! Quero velejar… (bis)
Leve o meu corpo todo envolto em viagem, marola…
Leve o meu barco de encontro a mil imagens, marola…
Que só se vê no mar, marola…
Que só se vê no mar…
Êh! Ventos de além mar, marola..
Êh! Quero velejar, marola…
Êh! Ventos de além mar, marola..
Êh! Quero velejar… (bis)
Quero ser do mar, ser do mar a paisagem, marola…
Ai eu quero ser, quero ser a tatuagem,
marola…
Do manto de Yemanjá, marola…
Do manto de Yemanjá, marola…
Quero aprender, aprender sua linguagem, marola…
Quero entender, entender sua mensagem, marola…
Ai meus segredos lhe contar, marola…
E meus segredos lhe contar.
Êh! Ventos de além mar, marola.
Êh! Quero velejar, marola…
Êh! Ventos de além mar, marola.
Êh! Quero velejar… (bis)
PROMESSA DE PESCADOR
Senhora que é das águas,
Tome conta do meu filho,
Que eu também já fui do mar,
Hoje estou velho acabado,
Nem no remo sei pegar,
Tome conta do meu filho,
Que eu também já fui do mar.
Ê…, ê, ê, Ê…, ê, ê,
A… alupê Yemanjá, doiá,
A… alupê Yemanjá, doiá,
Yemanjá doiá, Yemanjá doiá.
Quando chegar seu dia,
Pescador velho promete,
Pescador vai lhe levar,
Um presente bem bonito,
Para Dona Yemanjá,
Filho dele é quem carrega,
Desde terra até o mar,
Ê…, ê, ê, Ê…, ê, ê,
Ê…, ê, ê, Ê…, ê, ê,
A… alupê Yemanjá, doiá,
A… alupê Yemanjá, doiá,
A… alupê Yemanjá, doiá,
Yemanjá, doiá, Yemanjá doiá.
A alupê,
Yemanjá, doiá,
A alupê,
Yemanjá, doiá.
A DANÇA DA SEREIA
Pescador pegou veleiro e foi,
No Reino de Yemanjá pescar,
Veleiro voltou sozinho,
Sereia do mar levou,
Pescador p’ro fundo do mar.
Prepara o barco p’ra navegar,
Prepara o tambor p’ra batucar. (bis)
Olha a dança da sereia na areia,
Olha a dança da sereia no mar. (bis)
ATRACA, ATRACA
Atraca, atraca, quem vem na onda é Nanã,
Atraca, atraca, quem vem na onda é Nanã,
É Nanã é Oxum é Sereia do Mar, eia,
É Nanã è Oxum é Mamãe Yemanjá, eia,
É Nanã é Oxum é Sereia do Mar, eia,
É Nanã è Oxum é Mamãe Yemanjá, eia.(bis)
ENVIADA DE OXALÁ
Antes do sol nascer,
Da lua se esconder,
Madrugada caiu…(bis)
Eu vi a lua saindo,
Ela era prateada,
E como clareia a beira mar…
Eu vi as crianças brincando,
Na beira da areia,
São os sete filhos de Yemanjá…
Ei vi a Mamãe Oxum,
Girando nas cachoeiras,
Ela é uma enviada de Oxalá…
A DEUSA DO MAR
(para oferendas no mar)
Com uma dúzia de velas,
Numa noite tão linda,
Eu fui para o mar.
Cantando e implorando,
Fui fazer meus pedidos,
A Deusa do Mar. (bis)
Yemanjá, venha me salvar,
Mamãe Oxum, venha me ajudar,
Sou peregrino, joguei na areia,
Flores pra Deusa do Mar.
Yemanjá, venha me salvar,
Mamãe Oxum, venha me ajudar,
Sou peregrino, joguei na areia,
Flores pra Deusa do Mar.
OXUM E YEMANJÁ
Mamãe Oxum tá lá na beira da praia,
Yemanjá lá nas ondas do mar, (bis)
Quando ela passa,
Todo mundo chora,
É um pescador,
Que ela leva embora. (bis)
MÃE YEMANJÁ
Mamãe, Mamãe, Mamãe,
Mamãe, Mamãe Yemanjá, (bis)
Vim fazer um pedido,
Muitas flores vou lhe dar,
Dia dois de fevereiro,
Faz a gente recordar,
Que é o dia da Rainha,
Da nossa Mãe Yemanjá. (bis)
Vibração de YEMANJÁ
Brilha, brilha, as ondas no mar…
Brilha, brilha, as ondas no mar…
E nas ondas eu vejo,
Nossa Mãe Yemanjá,
Rainha do Céu, da Terra e do Mar. (bis)
E o mal deste(a) filho(a),
As ondas vão levando,
Conchinhas rolando,
Sereia cantando,
E a Yemanjá,
Eu vou saravando. (bis)
Entrega de Flores para YEMANJÁ
Vou jogar flores no mar,
Eu vou jogar flores no mar. (bis)
Erê rê rê, rê rê rê,
Erê rê rê, rê rê rá,
Saravá saravá a Rainha do Mar,
Saravá saravá nossa Mãe Yemanjá.
Entrega de Flores para YEMANJÁ
Eu vou jogar, vou jogar,
Flores no mar, eu vou jogar. (bis)
Uma promessa que eu fiz,
Para a Deusa do Mar,
Eu pedi me atendeu,
Prometi, vou pagar. (bis)
Descarrego na vibração de OXUM
Baixai, baixai,…
Ó Virgem da Conceição,
Maria Imaculada,
Tirai as perturbações… (bis)
Se tiveres praga de alguém,
Desde já será retirado,
Levando p´ro mar ardente,
P´ro fundo do mar salgado.
NA BEIRA DA PRAIA
Eu fui na beira da praia,
Pra ver o balanço do mar… (bis)
Eu vi um retrato na areia,
Me lembrei da sereia,
Comecei a chamar:… (bis)
Ó Janaína vem ver!…
Ó Janaína vem cá!…
Receber suas flores,
Que venho lhe ofertar. (bis)
Ó Janaína vem ver!…
Ó Janaína vem cá!…
Receber suas flores,
Que venho lhe ofertar. (bis)
ERA A RAINHA DO MAR
No alto do mar,
Eu vi uma estrela brilhar… (bis)
Era a Rainha do Mar,
A minha Mãe Yemanjá. (bis)
No alto do mar,
Eu vi uma estrela brilhar… (bis)
Era a Rainha do Mar,
A minha Mãe Yemanjá. (bis)
No alto do mar,
Eu vi uma estrela brilhar…(bis)
Era a Rainha do Mar,
A minha Mãe Yemanjá. (bis)
Ó doce Iabá!
DUAS VENTAROLAS
Ó doce Iabá! Ó doce Iabá!
Eram duas ventarolas,
Duas ventarolas…
Que ventavam sobre o mar.(bis)
Uma era Iansã, eparrê!
A outra era Yemanjá, adociah.
(bis)
Eram duas ventarolas,
Duas ventarolas…
Que ventavam sobre o mar.(bis)
Uma era Iansã, eparrê!
A outra era Yemanjá, adociah.
(bis)
Eram duas ventarolas,
Duas ventarolas…
Que ventam sobre o mar!…(bis)
Uma era Iansã, eparrê!
A outra era Yemanjá, adociah.
(bis)
Ó doce Iabá!
QUEM MANDA NO MAR
Ó doce Iabá! Ó doce Iabá! Ó doce Iabá!
A onda já bateu na areia,
A Sereia que vem nos salvar.(bis)
Ai quem manda no mar?…
É Yemanjá!…
Ai quem manda no mar?…
É Yemanjá!…
Ai quem manda no mar?…
É Yemanjááá!…(bis)
Ó doce Iabá!
NANÃ CADE YEMANJÁ
Ó doce Iabá! Ó doce Iabá! Ó doce Iabá!
O Nanã cadê Yemanjá?…
Yemanjá tá nas ondas do mar! (bis)
Ela é dona de gongá!
Salve a Sereia do Mar! (bis)
O Nanã cadê Yemanjá?…
Yemanjá tá nas ondas do mar!…
O Nanã cadê Yemanjá?…
Yemanjá tá nas ondas do mar!…
Ela é dona de gongá!…
Salve a Sereia do Mar!…(bis)
Ó doce Iabá!
DEBAIXO DA PEDRA
Ó doce Iabá! Ó doce Iabá! Ó doce Iabá!
Ai debaixo de uma pedra,
Tem uma pedra,
Debaixo da pedra,
Tem outra pedra,
Debaixo da pedra tem areia,
Ai quem manda no mar é a Sereia.
Tem areia, oi! tem areia, oi! tem areia,
No fundo no mar, tem areia. (bis)
Ó doce Iabá!
EU VI O MUNDO GIRAR
Ó doce Iabá! Ó doce Iabá! Ó doce Iabá!
Eu vi, eu vi!…
Eu vi o mundo girar.(bis)
Eu vi a Sereia, sentada na areia. (bis)
Eu vi, eu vi!…
Eu vi o mundo girar.(bis)
Eu vi a Sereia sentada na areia! (bis)
Eu vi, eu vi!…
Eu vi o mundo girar. (bis)
Eu via a Sereia, sentada na areia! (bis)
Ó doce Iabá!
EU VI YEMANJÁ
Ó doce Iabá! Ó doce Iabá!
Ó doce Iabá! Ó doce Iabá!
Ai na Linha de Umbanda,
Eu vi Yemanjá…
Andando em cima do mar.(bis)
Ai na Linha de Umbanda,
Eu vi Yemanjá…
Andando em cima do mar.
Ai na Linha de Umbanda,
Eu vi Yemanjá…
Andando em cima do mar.(bis)
Ó doce Iabá!
ARREIA… ARREIA
Ó doce Iabá! Ó doce Iabá!
Salve a Rainha do Mar!…
Salve a Minha Mãe Yemanjá!
Arreia, arreia meus Caboclos arreia!
É Yemanjá que já está na areia…(bis)
Na areia, oi na areia,
Na areia Yemanjá na areia…(bis)
Arreia, arreia meus Caboclos arreia!
É Yemanjá que já está na areia…(bis)
Na areia, oi na areia,
Yemanjá na areia…(bis)
Arreia, arreia meus Caboclos arreia!
É Yemanjá que já está na areia..(bis)
Na areia, na areia, na areia,
Yemanjá na areia…(bis)
Ó doce Iabá!
BOA NOITE MEUS IRMÃOS
Ó doce Iabá! Ó doce Iabá!
Boa noite meus irmãos,
Que acabam de chegar, (bis)
Eu trago conchinha nas mãos,
De minha Mãe Yemanjá. (bis)
Eu trago conchinha nas mãos,
De minha Mãe Yemanjá. (bis)
Ó doce Iabá!
SARAVÁ RAINHA DO MAR
Ó doce Iabá! Ó doce Iabá! Ó doce Iabá!
A onda do mar, rolou…
A onda do mar, rolou…
A onda do mar, rolou,
Minha Mãe Yemanjá, rolou…
Saravá a Rainha do Mar!
Saravá minha Mãe Yemanjá!(bis)
As ondas do mar, rolou…
As ondas do mar, rolou…
As ondas do mar, rolou,
Minha Mãe Yemanjá, rolou…
Saravá a Rainha do Mar!
Saravá minha Mãe Yemanjá!(bis)
Ó doce Iabá!
EU SOU FILHO DE IABÁ
Ó doce Iabá! Ó doce Iabá! Ó doce Iabá!
Eu sou filho de Iabá,
Iabá é minha Mãe. (bis)
A Rainha do tesouro,
Odofiava no fundo do mar,
Odofiava no fundo do mar,
Odofiava no fundo do mar,
Odofiava no fundo do mar,
Odofiava no fundo do mar.
Eu sou filho de Iabá,
Iabá é minha Mãe. (bis)
A Rainha do tesouro,
Odofiava no fundo do mar…
Odofiava no fundo do mar,
Odofiava no fundo do mar,
Odofiava no fundo do mar,
Odofiava no fundo do mar.
Ó doce Iabá!
A SEREIA QUER BRINCAR
Ó doce Iabá! Ó doce Iabá! Ó doce Iabá!
A Sereia do mar quer brincar!
Janaína menina quer vadiar! (bis)
A Sereia do mar quer brincar!
Janaína menina quer vadiar!
A Sereia do mar quer brincar!
Janaína menina quer vadiar!
O doce Iabá!…
SAIA DO MAR
Ó doce Iabá! Ó doce Iabá!
Ó doce Iabá!
Salve Yemanjá!…
Saia do mar linda sereia!
Saia do mar, venha brincar na areia.
Saia do mar, sereia bela!
Saia do mar, venha brincar com ela.(bis)
Saia do mar linda sereia!
Saia do mar, venha brincar na areia.
Saia do mar sereia bela!
Saia do mar, venha brincar com ela.(bis)
Ó doce Iabá!..
BRILHOU, BRILHOU
Ó doce Iába ! Ó doce Iába !
Ó que barco tão lindo!…
Que vem sobre as ondas do mar!…
Ele trás as vibrações,
De nossa Mãe Yemanjá!…(bis)
Yemanjá! Yemanjá!
Ela é a Rainha do Mar! (bis)
Ó doce Iába !
Ó doce Iába !
Brilhou, brilhou, brilhou,
Brilhou no mar!
O manto de nossa Mãe Yemanjá!…(bis)
Brilhooouuu!… Brilhou no mar!…
O manto de nossa Mãe Yemanjá! (bis)
Ó doce Iába !
Ó doce Iába !
A marola no mar vai levando…
Yemanjá é que vai navegando…
A marola no mar vai levando…
Yemanjá é que vai navegando…(bis)
Ó doce Iába !
Ó doce Iába !
SAIA DO MAR
Salve Yemanjá!
Ó doce Iabá!
Saia do mar linda sereia!
Saia do mar, venha brincar na areia.
Saia do mar, sereia bela!
Saia do mar, venha brincar com ela.
Saia do mar linda sereia!
Saia do mar, venha brincar na areia.
Saia do mar sereia bela!
Saia do mar, venha brincar com ela.
Ó doce Iabá!
CORRE E GIRA.
Corre e gira, corre e gira,
Corre e gira sem parar,
Corre e gira, corre e gira
Pra você tirar o azar.
Vai lá…
Corre e gira, corre e gira,
Corre e gira sem parar,
Corre e gira, corre e gira
Pra você tirar o azar.
Cumprimenta os Orixás,
Bença, maleime Oxalá,
Vai na praia levar flor,
Entrega pra Yemanjá.
Vai lá…
Corre e gira, corre e gira,
Corre e gira sem parar,
Corre e gira, corre e gira
Pra você tirar o azar.
Cumprimenta os Orixás,
Bença, maleime Oxalá,
Vai na praia levar flor,
Entrega pra Yemanjá.
Vai lá…
Corre e gira, corre e gira,
Corre e gira sem parar,
Corre e gira, corre e gira
Pra você tirar o azar.
SOU FILHO DO MAR
Sou filho do mar,
Das ondas do mar,
Da espuma do mar!…
Sou filho do mar,
Minha mãe Yemanjá!…
Yemanjá minha mãe,
Rainha ela é…
Do mar.
(de Jair Amorim)
PONTO DE SANTA MARIA
Maria nossa mãe extremosa!
Baixai, baixai como a rosa.
Anda ver nosso povo de Aruanda,
Trabalhando no gongá.
Pela nossa Lei de Umbanda!
Baixai, baixai como a rosa,
Maria nossa mãe extremosa!
Baixai, baixai como a rosa.
PONTO DA VIRGEM MARIA
Sou filho do mar,
Das ondas do mar,
Da espuma do mar,
Minha Mãe Yemanjá!…
Ó, Virgem Maria,
Como és linda flor,
Celeste harmonia,
Dulcíssimo amor!…
Manda em nossos lares…
Rainha dos mares,
Da terra e dos céus!…
Em risos encobres,
Maria os teus dons!…
Tesouro dos pobres…
Riqueza dos bons!…
Manda em nossos lares…
Rainha dos mares,
Da terra e dos céus!…
PONTOS DE YEMANJÁ
Yemanjá camarou…
Yemanjá camarou…
E desde mebé ariarou…
E desde mebé ariará. (bis)
A ESTRELA BRILHOU
A estrela brilhou,
Lá no alto do mar.
Quem vem nos salvar…
É nossa Mãe Yemanjá.
Yemanjá, Yemanjá, Yemanjá…
Yemanjá, Yemanjá, Yemanjá…
Venha me ajudar,
Ó doce iabá…
Vem nas ondas do mar.
SAUDAÇÃO À MÃE INDAIÁ
Mãe Indaiá, Mãe Ternura,
Vens de longe a navegar,
Tens a doçura da Oxum,
O encanto de Yemanjá,
Teu canto é prece divina,
Louvando céu, terra e mar.
Vens lá das águas geladas,
Pra visitar nosso endá,
Trazes a paz e o amor,
Tua proteção vens nos dar,
Abençoando teus filhos,
Em nome de Oxalá.
BARCO N’ÁGUA
Bote o barco n’água,
Que vem temporal. (bis)
O piloto é bom,
É a Sereia do Mar. (bis)
YEMANJÁ
Yemanjá ô…
Olha seus filhos na beira do mar!
Yemanjá ô…
Olha seus filhos na beira do mar!
NOSSA SENHORA DAS CANDEIAS
Oh, que caminho de espinhos,
Que caminho longo de areia,
Saravá Yemanjá,
Nossa Senhora das Candeias,
Que caminho de espinhos,
Que caminho longo de areia.
A MINHA MÃE É SEREIA
A minha Mãe é Sereia,
Ela é Rainha do Mar. (bis)
Sereia, sereia,
Sereia Rainha do Mar. (bis)
E lá na areia,
Quando brilha o luar,
Ó que noite tão linda,
De nossa Mãe Yemanjá.
ENTREGA DE OFERENDAS NA DE FESTA DE YEMANJÁ
Eu vou, eu vou levar,
Lá lá lá yá…
Um presente a Yemanjá. (bis)
Um anel de pedraria,
Para ela irei levar,
Antes de romper o dia,
A promessa irei pagar…
Vou saudar minha rainha,
Vou jogar flores no mar,
Salve, salve Yemanjá,
Lá lá lá yá,
Salve a Yemanjá. (bis)
HINO A YEMANJÁ
Eia o povo devoto a caminho,
Sob a vista bondosa de Deus,
Vamos todos levar nosso preito,
À bendita Rainha dos Céus!
(refrão)
Salve, ó Virgem Mãe Piedosa!
Salve, estrela formosa do amor!
Santa Mãe dos Navegantes,
Sobre nós lançai olhar.
Lindas flores lancemos contentes,
Sobre a fronte da Mãe de Jesus,
Para que Ela nos mostre o caminho,
Que à paragem celeste conduz.
Nossas almas defiram ferventes,
Sobre a terra e a água do mar,
Lindos hinos de amor procurando,
A Rainha dos Céus exaltar.
Nossa vida será mais tranqüila,
Toda cheia de flores e luz,
Se nós formos buscar doce abrigo,
Sob o manto da Mãe de Jesus!.
YEMANJÁ, POVO DO MAR
Com perfumes e flores,
E um coração a vibrar,
Cheio de felicidade,
Venho pra beira do mar…
Trago minha oferenda,
Na areia vou entregar,
À Rainha das Águas,
Minha Mãe…
Minha Mãe Yemanjá!…
Salve Zâmbi supremo,
Salve o meu Pai Oxalá,
Salve Ogum Sete Ondas,
Ogum Iara e Beira Mar,
Salve, salve as Sereias,
Iara, Janaína e Indaiá,
Salve, salve Dandalunda,
Minha Mãe…
Minha Mãe Yemanjá!…
Sopra o vento perfumes,
Sobre as ondas do mar,…
Minha prece, meu canto,
Sobe aos céus a louvar,…
Levando os meus pedidos,
Até a Mãe do Senhor !…
Que em todos os corações,
Reine a paz…
Reine a paz e o amor !…
À minha mãe com amor.
JCG, 14.12.00
JOGA FLORES NO MAR
Odoiá ! Odoiá ! Odoiá ! Odoiá !
Joga flores no mar !
Joga flores no mar !
Bate com o pé e pede o que quer,
A Mamãe Yemanjá. (bis)
Joga flores no mar !
Joga flores no mar !
Quem tem fé não padece,
Quem sofre merece precisa rezar !
(Joga flores no mar !)
Joga flores no mar !
Joga flores no mar !
Bate com o pé e pede o que quer,
A Mamãe Yemanjá. (bis)
Joga flores no mar !
Joga flores no mar !
Quem tem fé não padece,
Quem sofre merece, precisa rezar !
Odé, odé,
Odé, oda,
Odé, odè,
Viva a Rainha do Mar,
Minha Mãe Yemanjá.
(Minha Mãe Yemanjá !)
LOUVOR A YEMANJÁ
Vamos cantar em louvor,
Da nossa Mãe Yemanjá,
Pedindo paz e amor,
Em nome do Pai Oxalá.
As rosas brancas que vão,
No meu barquinho pro mar,
Ó minha mãe querida,
São nossas preces de amor.
Vai meu barquinho seguindo,
Pelo mar até o além,
Que Yemanjá nos conceda,
Felicidade sem fim.
MÃE D’ÁGUA
Ó Doía ! Ó Doía !
Mãe d’Água,
Rainha das Ondas,
Sereia do Mar !
Mãe d’Água seu canto é bonito,
Quando faz luar. (bis)
Eh ! Yemanjá ! (bis)
Rainha das Ondas,
Sereia do Mar.
Rainha das Ondas,
Sereia do Mar.
É bonito o canto de Yemanjá,
Sempre faz o pescador chorar,
Quem escuta a Mãe d’Água cantar,
Vai com ela pro fundo do mar.
Vai com ela pro fundo do mar.
Eh ! Yemanjá !(bis)
RAINHA DO MAR
A onda do mar rolou…
A onda do mar rolou…
A onda do mar rolou…
A onda do mar rolou.
A onda do mar rolou…
A onda do mar rolou…
A onda do mar rolou…
A onda do mar rolou.
Saravá a Rainha do Mar !
Saravá a Rainha do Mar !
Saravá a Rainha do Mar !
Sarava nossa Mãe Yemanjá !
Mamãe Yemanjá !
RETIRA A JANGADA
Odoiá! Odoiá!
Salve Yemanjá Rainha do Mar!
Retira a jangada do mar !
Mãe d’Água mandou avisar,
Que hoje não pode pescar,
Pois hoje tem festa no mar ! (bis)
Eie, ie, ie, ie, ie, ie, Yemanjá !
Ela é, ela é, a Rainha do Mar,
Traz pente, traz espelho, ô, ô, ô, ô, ô…
Pra ela se enfeitar, ô, ô, ô, ô, ô…
Traz flores, traz perfumes,
Enfeita todo o mar !
SEREIA DO MAR
Odoiá! Odoiá! Salve a Rainha do Mar!
Salve a Sereia do Mar !
Tarimã, Tarimã, Tarimã,
Tarimã ta no fundo do mar. (bis)
Ó gente cadê sereia,
A sereia ta no fundo do mar. (bis)
Auê maioral(á),
Virou zi caçamba de fundo pro ar. (bis)
Odoiá ! Odoiá ! Salve a Sereia a Rainha do Mar ! Salve a Calunga Grande ! Auê !
BRISA SERENA
E na beira do mar, brisa serena,
E na beira do mar, se serenou,
Na areia do mar, areia, areia,
Maré cheia e mar, marenejou. (bis)
CANTO A YEMANJÁ
Retira a jangada do mar,
Mãe d’Água mandou avisar,
Que hoje não pode pescar,
Que hoje tem festa no mar.
*
O,o,o,o,o,o,o Yemanjá,
Ela é, ela é, a Rainha do Mar. (bis)
*
A gente traz perfumes, o,o,o,o !
Pra ela se enfeitar, o,o,o,o !
A gente leva as flores,
Para jogar no mar.
SONHEI
Sonhei que estava na beira da praia,
Olhando as ondas do mar,
O céu tinha muitas estrelas,
A lua estava a brilhar,
Perdido no mundo eu estava,
Sem ter a onde ficar,
De repente uma voz me falou baixinho,
Tenha fé em Oxalá.
De repente uma voz me falou baixinho,
Tenha fé em Oxalá.
Era ela nas ondas do mar,
Que coisa mais linda,
Mamãe Yemanjá,
Era ela nas ondas do mar,
Estendendo suas mãos,
Para me abençoar.
YEMANJÁ,LUZ DE ARUANDA
Louvação a Yemanjá
Jerônimo C. Grossmann
Zâmbi, criador do mundo…
Zâmbi, foi quem nos criou…
Zâmbi, ilumina a Terra…
Oxalá, quem nos resgatou. (bis)
Yemanjá, nossa Mãe Divina…
És nossa Rainha,
Vinde iluminar…
Nos nossos caminhos,
Tão cheios de espinhos,
Vinde ó Mãe Querida,
Nos abençoar…
Nossos corações,
Teu Trono Senhora…
Te aclamam agora,
Aqui neste Elê…
Recebe a oferenda,
Do nosso trabalho…
Vem nos dar a bênção,
Mãe, vem receber… (bis)
Aos nossos filhos,
Aos nossos irmãos,
Que sem teto e sem pão,
Estão a sofrer…
Estendei a mão,
Nossa Mãe Querida,
Vem lhes dar guarida,
Vem nos socorrer…
Nossos corações,
Teu Trono Senhora,…
O nosso caminho,
Tão cheio de espinhos,
Com o teu carinho,
Vem iluminar…
Com o teu Manto Sagrado,
E teu Filho Amado,
Em nome de Zâmbi,
Vem nos ajudar.
Nossos corações,
Teu Trono Senhora,…
A nossa Umbanda,
De Orixás e Caboclos,
Pretos-Velhos e Guias,
Oxalá e Maria vinde iluminar…
Para que também Eles,
Através do caminho,
Tão cheio de espinhos,
Pra Aruanda Divina,
Possam nos guiar.
Nossos corações,
Teu Trono Senhora,…
FILHO DE MEL E DENDÊ
Jerônimo C. Grossmann, 02/10/02
Quem olhou nos meus olhos, já viu…
Quem olhar nos meus olhos, verá… (bis)
Que eu sou filho dos Reis de Aruanda,
De Oxalá e Mamãe Yemanjá. (bis)
Meu padrinho,
O Rei da Justiça e Oxum,
Vêm me abençoar.(bis)
Quem olhou nos meus olhos já viu,
Quem olhar nos meus olhos, verá. (bis)
Com a proteção de Aruanda,
Sigo a vida sem nada temer… (bis)
No coração levo o doce do mel,
Nos braços a força do dendê.
Quem olhou nos meus olhos já viu,
Quem olhar nos meus olhos verá. (bis)
OFERTA A YEMANJÁ
A praia estava tão linda,
Brilhava a luz do luar,
Quando a Cabocla Jurema,
Levando rosas foi saudar Mãe Yemanjá.
Quando a Cabocla Jurema,
Levando rosas foi saudar Mãe Yemanjá.
Enquanto as rosas,
Pelas águas se espalhavam,
Apareceu uma rainha de Nanã,
Que recolhendo as flores da Jurema,
Jogou na areia uma estrela do mar.
Que recolhendo as flores da Jurema,
Jogou na areia uma estrela do mar.
DIA DE YEMANJÁ
Yemanjá, a Doce Iaba!
Yemanjá hoje é seu dia que beleza!
Salve a Sereia do Mar!
Lá vou eu pra beira do mar,
Levar flores pra Mãe Yemanjá,
É a minha oferenda,
A Rainha Suprema do Mar. (bis)
Venha comigo irmão,
Vamos a beira do mar,
É oito de dezembro,
Hoje é dia de Mãe Yemanjá.
Venha comigo irmão,
Vamos a beira do mar,
É oito de dezembro,
Vamos todos sarava.
DUAS VENTAROLAS
Eram duas ventarolas
Duas ventarolas que sopravam sobre o mar
Eram duas ventarolas
Duas ventarolas que sopravam sobre o mar
Uma era Iansã, Ieparrê
A outra era Iemanjá, adoceáh
Uma era Iansã, Ieparrê
A outra era Iemanjá, adoceáh
FLORES NO MAR
Eu vou jogar
Vou jogar flores no mar
Eu vou jogar !
Uma promessa eu fiz
Para Deus me ajudar
Vou pedir, vou vencer
Vou vencer, vou pagar
Eu vou jogar
Vou jogar flores no mar
Eu vou jogar!
RAINHA DAS ONDAS
Eê Iemanjá!
Eê Iemanjá!
Rainha das ondas, sereia do mar
Rainha das ondas, sereia do mar
Como é lindo o canto de Iemanjá
Faz até o pescador chorar
Quem ouvir a mãe d’água cantar
Vai com ela pro fundo do mar
Iemanjá !
Iemanjá é
Rainha das ondas, sereia do mar
Rainha das ondas, sereia do mar
Ó JANAINA
Ó Janaina, Princesa d’água,
Solte os cabelos Janaina,
E caia n’água.
Janaina eehh…
Janaina eahh…
Que vive na terra,
Que vive na lua,
Que vive na água,
Que vive no mar.
Me livre dos inimigos,
Me livre das aflições,
Me livre dos perigos
Me livre das tentações.
Janaina eeh…
Janaina eah..
ESCREVENDO NA AREIA
Pus-me a escrever na areia,
Com conchinhas de Yemanjá,
Fiz ponto de Mãe Sereia,
Veio a onda desmanchar,
Pus-me a contar as ondas,
Mas não pude acabar,
Vou pedir ao rei das águas,
Para meu ponto firmar.
SEREIA DO MAR(descarga)
Sereia minha Sereia,
Minha Sereia do mar.(bis)
Todo o mal desses filhos, ó Sereia,
Leva pro fundo do mar, mar, mar.
DÊ MALEIME PRA NÓS
Eu vou rever minha rainha,
Eu vou jogar flores no mar.
Ago, ago Sereia,
Salve Mamãe Yemanjá.(bis)
Seus filhos na areia,
Saúdam sempre a linda Sereia.
(bis)
Sem conhecer os mistérios que tem,
Tubarões, golfinhos e baleias,
São povos do mar também.
Segura Sereia,
A revolta do teu povo. (bis)
Dê maleime pra nós,
Dê maleime pra nós,
Dê maleime pra nós,
E teremos um mundo novo.


Que a Divina Luz esteja entre nós 
Emidio de Ogum 
http://espadadeogum.blogspot.com 
RECOMENDE AQUI ESTE ARTIGO NO BOTÃO +1

Leia o Blog e Ouça este lindo Hino dos Orixás

Histórias dos Mestres

Aqui nosso E Mail mande sugestôes - espadadeogum@gmail.com

Pai Oxalá

Jesus

Conselheiros dos Guerreiros do Axé

Conselheiros dos Guerreiros do Axé
Pai Leonardo e Pai Emidio de Ogum

Rubens Saraceni e Leo das Pedreiras

Rubens Saraceni e Leo das Pedreiras
Pai Leo das Pedreiras

Eterno Mestre

Eterno Mestre
Este senhor ensinou a humildade e nunca usar um dom para ganhar algo em troca.

Mais de 10 milhões de Visitantes - Que nosso Pai Ogum ilumine seus caminhos

Pomba Gira

Oração de São Francisco por Maria Bethania

São Francisco

Oração a São Francisco