Páginas

Seja um seguidor e receba nosso axé

Pesquisar assuntos deste blog

Leia também neste site

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

OS ARCANOS MENORES


Diferente dos Arcanos Maiores, os Menores evidenciam a idéia do cotidiano, da vida diária ou "mundana". Identificados com o baralho comum de 52 lâminas, sua estrutura se encontra apoiada nos 4 naipes (Copas, Ouros, Paus e Espadas), representados pelos 4 elementos, 4 planos do homem, 4 estações, 4 funções psicológicas, etc. Cada naipe tem 14 lâminas, sendo que de As a 10, encontramos representados aspectos do dia-a-dia, as preocupações e interesses do homem frente ao mundo moderno. Já as 4 figuras (Rei, Rainha, Cavaleiro e Pajen), apontam para o nível de excelência que adquirimos em cada nível, através das experiências. Os Arcanos Menores detalham a experiência comum do homem, enquanto que os Maiores dinamizam a visão holística, totalitária da alma. Através do Maiores, vemos o mundo por um telescópio; pelos Menores, vemos o mundo através de um microscópio.

A partir do As, a aglutinação de força do naipe, partimos para a realidade que proporciona a conscientização. No As, temos a matéria prima, o princípio vital, a força modeladora da matéria. É um ponto de partida, mas também o propósito final de integração e equilíbrio em nós mesmos.
Cada lâmina numerada, está relacionada à força simbólica do número, dentro do princípio da gematria, bem como a sequência dá a idéia de uma estória que vai sendo contada progressivamente, seguindo uma ordem bem delineada e compreensível. Cada quadro é um experiência a ser aprendida, superada ou conscientizada.
Naipe de Ouros

Naipe de Ouros
Elemento: Terra
Verbo: Querer (Signo Fixo: Touro)
Estação: Outono
Elemental: Gnomos e Duendes
Plano Humano: Físico
Função Psicológica: Sensação
O Naipe de Ouros está ligado à concretização. Através da matéria, modelamos o meio. A proposta inicial é aprender o valor real de cada coisa, de estabelecer o compromisso com o ofício e conscientizar a importância do corpo. Com a chance de descobrir os limites da vida física e respeitá-los, aprendemos humildemente que a terra nos dá e nos tira o que precisamos. Fecundidade, prazer, segurança, propriedade e estabilidade são desígnios do naipe. Naturalmente está ligado à capacidade que temos de lidar com o dinheiro, o nível de apego ou desapego que possuímos, o trabalho em si e como estabelecemos estruturas em nossa vida. Ouros é o molde, a maneira que materializamos nossos sonhos, o que queremos e o que passamos a possuir.




Naipe de Espadas

Naipe de Espadas
Elemento: Ar
Verbo: Saber (Signo Fixo: Aquário)
Estação: Inverno
Elemental: Silfos ou Gigantes
Plano Humano: Mental
Função Psicológica: Pensamento
O Naipe de Espadas está ligado à auto-afirmação. Colocar o homem diante das intempéries da vida, empurrá-lo para a vida social, fazê-lo compreender de seu real papel como indivíduo. Naturalmente o mundo pode parecer frio e duro, diante do nosso entusiasmo da busca, favorecendo as decepções e sofrimentos, que na maior parte do tempo, é opcional. A capacidade do homem pensar, sem a relação cartesiana, favorece os feelings e interpelações, criando a oportunidade de nos libertarmos de uma série de condicionamentos impostos pela dura realidade. Estabelecer relacionamentos pode ser algo doloroso, pois o outro é um "caixa de surpresas" e o nível de expectativas que nutrimos diante daqueles que nos interessam, é alto e muitas vezes, prejudicial. Tornar-se um ser individual, com identidade própria é um desafio que confere à vida conflitos e diferenças, através do convívio com o outro. Em Espadas, a vida é uma luta, um desafio, uma maneira de entendermos o outro e aprender a viver melhor.




Naipe de Copas

Naipe de Copas
Elemento: Água
Verbo: Calar (Signo Fixo: Escorpião)
Estação: Primavera
Elemental: Ondinas
Plano Humano: Emocional
Função Psicológica: Sentimento
O Naipe de Copas está ligado ao amor. Assimilar, absorver, compreender, aceitar e aprofundar as coisas da vida é a proposta. Nesse sentido, a vida estabelece uma profunda ligação com o coração, onde a natureza humana se encontra confortavelmente sustentada pelo amor, pelo carinho, pela arte sutil de aprendermos na família, no seio da relação afetiva, no contraste psicológico do ser. Há um refinado plano de desejos, diferente de Paus, onde a paixão é a marca registrada; aqui vive-se o amor pelo amor. Arte, sensibilidade, sonhos, fantasia, romantismo, inspiração, proteção e partilha podem ser encontrados nessa via. Aprender a lidar com o intrínseco e misterioso universo do coração humano e todo efeito sobre a psiquê humana é a proposta. Em Copas, o ser humano se une a outro, forma sua família, cria, refloresce e descobre que a Vida é a própria fonte da juventude.




Naipe de Paus

Naipe de Paus

Elemento: Fogo
Verbo: Ousar (Signo Fixo: Leão)
Estação: Verão
Elemental: Salamandras
Plano Humano: Espiritual
Função Psicológica: Intuição
O Naipe de Paus está ligado à ação. Motivar o homem à fé e fazê-lo superar-se é a meta. Naturalmente, o impulso é a marca registrada, cuja função principal é experienciar tudo através da livre descoberta, experimentando os dissabores da frustração, mas também os prazeres inerentes à revelação. O fogo foi o elemento que alavancou a humanidade, depois de dominado pelo homem, dando a oportunidade de transformar e evoluir a vida humana. Em Paus, o homem cria possibilidades, determina-se a assumir sua jornada e encoraja-se a assumir os riscos. Paus é a estrada para a libertação, a vontade imperativa e a energia renovadora da Vida. Através desse naipe, conhecemos o espírito, a sexualidade, a alegria de viver, o combate que travamos conosco.1


Axé a todos Irmãos de Fé
Emidio de Ogum
http://espadadeogum.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não somos donos da verdade, mas sim contribuintes a boa divulgação dos ensinamentos da Umbanda, caso tenha algo para acrescentar ou corrigir envie para nós.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Leia o Blog e Ouça este lindo Hino dos Orixás

Histórias dos Mestres

Aqui nosso E Mail mande sugestôes - espadadeogum@gmail.com

Pai Oxalá

Jesus

Conselheiros dos Guerreiros do Axé

Conselheiros dos Guerreiros do Axé
Pai Leonardo e Pai Emidio de Ogum

Rubens Saraceni e Leo das Pedreiras

Rubens Saraceni e Leo das Pedreiras
Pai Leo das Pedreiras

Eterno Mestre

Eterno Mestre
Este senhor ensinou a humildade e nunca usar um dom para ganhar algo em troca.

Mais de 10 milhões de Visitantes - Que nosso Pai Ogum ilumine seus caminhos

Pomba Gira

Oração de São Francisco por Maria Bethania

São Francisco

Oração a São Francisco