Páginas

Seja um seguidor e receba nosso axé

Pesquisar assuntos deste blog

Leia também neste site

terça-feira, 22 de junho de 2010

O elemento Água


Água na Mitologia Grega

A água é um elemento fundamental na cosmogonia, a origem do mundo para a mitologia grega. A água, hídros, aparece para salvar a Terra, Gaia, que estava sendo queimada por Piros, o fogo.
Essa entidade, Hídros/água, passa a fazer parte do mundo olímpico de Zeus e dos deuses do Olimpo. O senhor das águas era o deus Poseidon, o senhor dos mares e também dos rios.
Embora Poseidon fosse o senhor das águas, ele não exercita sobre ela plenos poderes, porque a água é um elemento primordial, que veio antes mesmo de o deus existir.
A água é muito presente na mitologia grega, representando a continuidade, a fertilidadee a proteção materna.
Ela sempre é habitada ou transformada. O rio Serifo, por exemplo, personaliza-se, ele toma forma de homem e deita-se com as ninfas. Mito muito semelhante a lenda do boto cor-de-rosa na mitologia amazônica, só que aqui no Brasil fala-se do boto como um peixe das águas que vira homem e deita-se com as mulheres à noite.
Na mitologia grega, os rios são seres masculinos e cada rio é um homem.
A parte feminina, por exemplo, as ninfas, podiam ficar grávidas e ter muitos filhos ao banhar-se no rio. Os filhos da água na mitologia são incontáveis, são cinqüenta, cem filhos num único parto! Esse exagero é exatamente para mostrar a fertilidade da água e sua importância no mundo antigo.
No entanto, os gregos davam aos rios uma importância menor que os egípcios, pois os rios da Grécia são pequenos. Já para os egípcios o magnífico rio Nilo é o deus pai dos rios, pois era de seus recursos que a população subsistia.
Na mitologia grega, o mar era muito importante e vários personagens habitavam-no como a deusa Tétis, as sereias as pléiades, que eram filhas de Poseidon, as nereides, que são outras divindades aquáticas, todas mulheres.
A água servia para a purificação, depois de guerras, lutas e mortes injustas. Os gregos se banhavam num rio para se purificar de algum ato vil que cometessem. Eles desenhavam o mar em forma de serpente que, muitas vezes, representa a mutação das águas. Para a cultura grega, a água sempre foi muito importante, um elemento fortíssimo, venerado e respeitado.

Paz Amor e Harmonia
Emidio de Ogum
http://espadadeogum.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não somos donos da verdade, mas sim contribuintes a boa divulgação dos ensinamentos da Umbanda, caso tenha algo para acrescentar ou corrigir envie para nós.
Obrigado

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Leia o Blog e Ouça este lindo Hino dos Orixás

Histórias dos Mestres

Aqui nosso E Mail mande sugestôes - espadadeogum@gmail.com

Pai Oxalá

Jesus

Conselheiros dos Guerreiros do Axé

Conselheiros dos Guerreiros do Axé
Pai Leonardo e Pai Emidio de Ogum

Rubens Saraceni e Leo das Pedreiras

Rubens Saraceni e Leo das Pedreiras
Pai Leo das Pedreiras

Eterno Mestre

Eterno Mestre
Este senhor ensinou a humildade e nunca usar um dom para ganhar algo em troca.

Mais de 10 milhões de Visitantes - Que nosso Pai Ogum ilumine seus caminhos

Pomba Gira

Oração de São Francisco por Maria Bethania

São Francisco

Oração a São Francisco